Nove pessoas morrem assassinadas em Camaçari neste sábado, diz site


A violência perece estar sem controle, segundo o CN1, nove pessoas morreram assassinadas na cidade de Camaçari na região Metropolitana de Salvador, neste sábado (16): José Batista da Silva, 24 anos, foi morto no Bairro Verde Horizonte as 12h30; José Carlos dos Santos, 23  anos, na Rua Principal do Parque Florestal as 3h da madrugada; e uma pessoa ainda não identificada do sexo masculino, as 2h na Praça Abrantes no Centro da cidade. Esses três já foram oficializados pela SSP/BA.

Pela manhã já havia sido informado o assassinato do  jovem  Ruan Lopes, de 17 anos, morto dentro da sua residência no Bairro do Parque Satélite, por volta das 3h da madrugada. De acordo com informações os assassinos invadiram a casa que fica na Pracinha do Satélite e mataram Ruan que estava dormindo em um sofá. A morte dele ainda não foi contabilizada pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia.

Mais duas mortes

Por volta de 2h45 no Bairro Nova Vitória, próximo ao Colégio Paulo Freire, na Rua do Campo onde a vítima foi um homem pré-nome Alex (vulgo Seriguela).

No Bairro Dois de Julho, na Rua Dois de Julho, de acordo com essas informações morreu assassinado Edson do Carmo as 5h45 em frente a sua residência nas escadarias.

Segundo o CN1 dois homens foram mortos na localidade de Parafuso na tarde de hoje, e no inicio da noite pelo menos três pessoas foram baleadas e uma delas acabou morreu no Phoc 2, próximo a um churrasquinho onde faleceu um cadeirante conhecido como Kinho.

Policial morre na noite anterior

Na noite anterior, sexta-feira (15), as 21h32, foi resgistrado pela SSP o óbito do Policial Mlitar  Antônio Jorge do Nascimento, 38 anos, vítima de disparo de arma de fogo na localidade conhecida como Rotatória da Cetrel, em Camaçari, na noite de sexta-feira (15).

De acordo com nota da PM Nascimento interveio num tentativa de assalto quando foi atingido por disparos de arma de fogo. O soldado foi socorrido por uma guarnição do 12º BPM para o Hospital Geral de Camaçari, mas não resistiu aos ferimentos.

Antônio Jorge era lotado no 12º Batalhão e há 7 anos integrava o efetivo da corporação. Ele deixa esposa e um filho. Com informações do CN1.