Após visita de pastor a igreja católica, padre de Mutuípe participa de 34º aniversário da 1ª Igreja Batista


Ambos mostram capacidade de respeito, dialogo e união das igrejas.

Após a visita do pastor Josafá Assunção Barreto a Igreja Católica de Mutuípe, foi a vez do padre José Roberto ir até a 1ª Igreja Batista de Mutuípe, o novo encontro aconteceu na noite deste domingo (20), praticamente uma semana após o primeiro encontro.

O Padre e o Pastor já se encontraram em outras oportunidades como no SINTRAF e estarão unidos em visitas ao Hospital de Mutuípe, na Delegacia, na zona rural e em outros lugares da sociedade, demonstrando a capacidade de respeito, dialogo e união das Igrejas.

Durante a oração o Pe. José Roberto destacou a importância de estar ali naquele momento e a necessidade de união: “Jesus ora ao pai dizendo o seguinte, pai que todos sejam unidos como eu e tu somos um, o grande desejo do senhor é que sejamos unidos, mesmo você na sua igreja e nós na nossa, não significa dizer que temos que viver desunidos, pregando causando conflitos, nosso senhor no seu evangelho, ele é bem enfático: amai-vos uns aos outros como eu vos amei, e o amor como nós sabemos é mais forte que tudo, e o amor ajuda a superar barreiras como já dizia o pastor Josafá, e nós estamos aqui há quatro meses, precisamente, justamente para isso, para somarmos e não para dividimos, para unirmos forças, para que o mundo seja melhor, para que as famílias, as pessoas seja mais felizes, esse é o grande sonho de Deus, e para tanto é necessário que nos unamos porque a discórdia, a divisão, tudo isso causa angustia, causa infelicidade, a palavra Diabo, uma palavra feia, ela vem do latim  diabolus que significa divisão, toda vez que as pessoas se dividem, geram conflitos, elas estão fazendo a vontade do Diabo, e nós não estamos aqui para fazer a vontade do Diabo, nos estamos para fazer a vontade  de Deus e a nossa vinda aqui enquanto católicos, para encerra, nesta festa de 34 anos da Igreja Batista, tudo isso é para a gloria de Deus pai”. Finalizou o pároco.