Aos 38 anos, Samuel Eto’o anuncia aposentadoria do futebol


O atacante Samuel Eto’o, que fez história com as camisas de Barcelona e Inter de Milão, anunciou sua aposentadoria nesta sexta-feira (6).

O camaronês de 38 anos estava no Qatar SC e encerra uma brilhante carreira de 22 anos, que começou no Real Madrid em 1997. Como era menor de idade, teve que jogar apenas pela segunda equipe, o Real Castilla, antes de ser emprestado para o Leganés.

Eto’o ainda passou pelo Espanyol antes de chegar ao Mallorca, aonde ganhou destaque mundial em 2000. Quatro anos depois, foi contratado pelo Barcelona e deixou o Mallorca com 70 gols em 163 partidas e um título da Copa do Rei na temporada 2002/2003.

Foi na Catalunha que Eto’o viveu seu melhor momento na carreira. Entre 2004 e 2009, o atacante foi peça fundamental de uma equipe histórica que venceu três títulos de LaLiga, uma Copa do Rei , duas Supercopas da Espanha e, acima de tudo, duas conquistas da Champions League, tendo sido eleito o melhor em campo em 2005/2006 contra o Arsenal e marcado na final de 2008/2009 contra o Manchester United.

Em 2005, foi eleito o terceiro melhor jogador do ano pela Fifa. Para a temporada 2009/2010, o Barcelona contratou Zlatan Ibrahimovic da Inter de Milão por 46 milhões de euros e o atacante.

Na Itália sob o comando de José Mourinho, Eto’o continuou brilhando e foi peça chave da equipe que venceu a tríplice coroa em sua primeira temporada. Jogando até de meia esquerda, Eto’o venceu a Copa da Itália, o Campeonato Italiano e a Champions em seu primeiro ano no clube, aonde ainda venceria o Mundial de Clubes em 2010.

Depois se aventurou no futebol russo pelo Anzhi Makhachkala, voltou à Europa para jogar por Chelsea, Everton, Sampdoria, Antalyaspor e Konyaspor antes de chegar ao Qatar SC, aonde encerrou sua carreira.

Pela seleção camaronesa venceu as Olimpíadas de 2000 e duas vezes a Copa Africana de Nações, em 2000 e 2002 e é o maior artilheiro da história da equipe com 55 gols marcados.

Individualmente, venceu o prêmio de futebolista africano do ano em 2003, 2004, 2005 e 2010. Foi o terceiro melhor do mundo em 2005, artilheiro de LaLiga em 2005/2006 e da Copa Africana em 2006 e 2008.

Espn