Bahia pode brigar pelo G4 antes da parada para a Copa América


O Bahia neste momento está em 11º no Campeonato Brasileiro de Futebol, perdendo três posições após o empate com o São Paulo fora de casa, um bom resultado. Mas a posição pode ser um pouco enganosa: apenas três pontos separam o tricolor do Santos, quarto colocado com 10 pontos.

E a sequência até a parada para a Copa América é boa para o time de Salvador. Quem sabe o Bahia consiga estar no bolo pela vaga na Libertadores com o mês de folga e treino…

Dois jogos em casa

A sequência começa com o Fluminense na Fonte Nova. O time carioca é um pouco enigmático, já que da mesma forma que venceu o Grêmio de virada no jogo do ano – 5 a 4 em Porto Alegre –  e venceu o Cruzeiro de goleada, também perdeu para Botafogo e Goiás.

Ou seja, é uma equipe que pode ser batida, especialmente por um time que saiba aproveitar a saída de bola sempre no chão que o tricolor carioca faz e comete erros.

O jogo seguinte é contra o Grêmio, também em casa. O tricolor gaúcho está em má fase, com apenas dois pontos na classificação do campeonato brasileiro.

A bola jogada pela equipe de Renato Gaúcho com certeza está mais inconstante. A fase de grupos na Libertadores foi doída, com apenas um ponto em três jogos. Depois o time acordou, venceu os três jogos finais, inclusive contra o Libertad, líder do grupo, no Paraguai.

O Grêmio que virá a Salvador será o que jogou contra o Libertad, com Everton inspirado, ou será o contra o Ceará, que perdeu por 2 a 1 na quinta rodada?

Foto: Instagram EC Bahia

Duelo contra o Ceará

O jogo contra o Ceará será um belo divisor d’águas sobre as pretensões do Bahia no Campeonato Brasileiro. A equipe ainda não ganhou fora de casa, com um empate e duas derrotas.

Só que o segredo para ir bem no Brasileirão não é ser forte em casa apenas e sim conseguir pontos fora. Ainda mais contra a equipe cearense, que até não está tão atrás na tabela (seis pontos, 12ª posição), mas vai se preocupar com não cair primeiro.

Claro que o Bahia também tem que pensar nisso primeiro, mas sonhar não custa nada. Uma vitória fora de casa, em um estádio difícil (Castelão), indica que voos mais altos são possíveis.

O jogo mais difícil

Falamos de um divisor d’águas. Na nona rodada, o que vier é lucro. O jogo será contra o Internacional em Porto Alegre. O colorado venceu Flamengo e Cruzeiro em casa e tem tudo para fazer excelente campanha, assim como em 2018, quando ficou na terceira posição.

Quando se começa o campeonato, jogos assim não criam expectativas, já que a realidade força a pensar em uma derrota e seguimos em frente.

Por isso puxar um empate, por exemplo, seria um excelente negócio para as pretensões da equipe.

Voltando ao campeonato de 2018, o Bahia perdeu no Beira-Rio por 2 a 0 e também perdeu em casa, por 1 a 0. Novamente, algo diferente de derrota pode ser comemorado.

O importante é pontuar

Claro que parece óbvio, mas não há porque fugir disso. O importante do Campeonato Brasileiro é constantemente pontuar. O mando de campo forte o tricolor baiano já tem, contando com a força de sua torcida. Agora, fora de casa que é a questão.

No campeonato passado, a equipe foi a sétima pior visitante, com apenas 11 pontos em 19 jogos, com 12 gols marcados. Aumentar esses números para ficar acima da metade da tabela pode ser a diferença da 11ª posição do campeonato passado para brigar por uma vaga no G4 ou vagas que abrirem para a Libertadores da América de 2020.