Mancini diz que nota publicada por Jean não é verdadeira


Ao final da partida entre São Caetano e São Paulo era mais do que esperada pela imprensa e torcida do São Paulo. Afinal, o treinador Vagner Mancini garantiu que explicaria o “caso Jean” para todos, esclarecendo o que aconteceu no dia em que o arqueiro abandonou o centro de treinamento.

Mancini iniciou a coletiva acusando que Jean não disse a verdade na nota publicada em suas redes sociais. O técnico ainda lembrou que conhece o atleta desde os 14 anos de idade e é amigo do pai do jovem atleta, o ex-goleiro Jean. O treinador afirmou que Jean não teve uma atitude correta ao reivindicar a titularidade.

Trechos da coletiva:

“Eu gostaria de falar que o que eu li na nota que o Jean soltou não é verdade. Em determinado momento, lá atrás, quando o Jean não quis ir ao jogo contra o Red Bull, sentei com ele por quase meia hora, bati um papo com o atleta. Eu conheço ele desde que ele tinha 14 anos, através de uma pelada lá em Salvador, sou amigo do pai dele, jamais agiria de uma forma que não seria mostrar o caminho certo. Naquele momento não era a atitude correta dele, ele estava reivindicando uma titularidade, eu expliquei isso para ele. Teve uma cobrança em cima do grupo, e somente ele se rebelou. Eu disse para ele que ele estava fazendo a coisa errada. Ali não estava o técnico Vagner Mancini, estava o pai Vagner Mancini. Aqui estou dando a minha versão do que aconteceu. O que eu li na nota não é a realidade dos fatos”

“Não foi o técnico Vanger Mancini que botou o Jean no banco. Desde que ele chegou, ele já passou por alguns técnicos, passou entre titularidade e reserva. Só para deixar tudo claro, não tenho nada contra o atleta, muito pelo contrário, já falei sobre minha amizade com o pai. Ele interpretou tudo errado. Se acontecesse amanhã, faria da mesma forma. Quem veste a camisa do São Paulo precisa ter respeito por aquilo que acontece dentro de campo”.

Bnews