Vitória demite Carpegiani na reta final do Brasileiro e já escolhe substituto


Restando apenas cinco rodadas para o final do Brasileirão, a diretoria do Vitória demitiu o técnico Paulo Cesar Carpegiani. Na última partida, no domingo, o Leão apenas empatou com o Paraná fora de casa. O time baiano está na zona de rebaixamento, na 17ª posição, com 34 pontos, e corre sério risco de rebaixamento.

“O Esporte Clube Vitória comunica a rescisão de contrato com o técnico Paulo Cézar Carpegiani. O Clube Rubro-Negro agradece ao treinador pelos serviços prestados durante a sua passagem pelo comando do Leão da Barra e deseja sucesso em sua carreira”, diz a nota do clube.

“Eu, Paulo Cézar Carpegiani, agradeço ao Clube, funcionários, jogadores, direção, imprensa e a torcida pelo apoio durante esta passagem pelo Vitória. Não tenho nenhuma restrição à decisão tomada pelo Clube e entendo que sirva como uma grande motivação para a reta final do campeonato”, completou Carpegiani.

Quem assume a equipe interinamente é João Burse. Logo de cara, ele tem o clássico BaVi, no Barradão, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, no próximo domingo (11).

Aproveitamento de rebaixado – Em sua terceira passagem pelo Vitória – havia treinado o time em 2009 e 2012 -, Carpegiani esteve à frente do time em 14 jogos. Venceu quatro, empatou três e perdeu sete, aproveitamento de 35%.

Segundo estatísticos, a linha de corte do Brasileirão 2019 deve ser 45 pontos. Isto significa que, para não cair, o Vitória precisa de mais 11 pontos nos próximos 18 que vai disputar (seis jogos). No mínimo, mais três triunfos e dois empates.

Ibahia