Ao cobrarem dívida de R$ 5 mi, advogados acusam Xanddy e Carla Perez de ocultar bens


O casal de artistas baianos Xanddy e Carla Perez foi derrotado em um processo da empresa South America Serviços e Assessoria Logística pela compra de um imóvel no ano de 2003, na cidade de Lauro de Freitas. Segundo informações obtidas pelo UOL, com a compra, os dois contraíram uma dívida de R$ 5,11 milhões, que deverão ser pagos após ordem da Justiça. 

No processo, que corre na Justiça baiana desde 2005, os representantes da empresa alegaram que Xanddy e Carla não cumpriram com o acordo de pagamento do imóvel, que na época custava R$ 700 mil. Mesmo o casal apresentando cinco notas promissórias, a South America Serviços e Assessoria Logística reforçou que nenhuma delas foi quitada. 

O pedido inicial da empresa, no ano de 2005, girava em torno de R$ 1,12 milhão, que incluía o valor total das promissórias, além de honorários e multas. Porém, passados 14 anos do processo, o valor ultrapassou R$ 5 milhões, incluindo juros e correções. 

Ainda no ano de 2005, a Justiça validou a dívida de Xanddy e Carla e decidiu pela penhora de dois terrenos que o casal possuía na cidade de Lauro de Freitas. Além disso, no ano de 2018, o juiz André de Souza Vieira, da Comarca de Lauro de Freitas, autorizou que a Justiça analisasse as contas bancárias do casal, mas encontraram apenas R$ 28 mil sob posse de Xanddy e apenas R$ 57 na conta de Carla Perez.

A South America Serviços e Assessoria Logística chegou a pedir na Justiça, sem sucesso, que os valores adquiridos em cachês e empresas ligadas ao casal fossem penhorados. Como justificativa pelo pedido, os representantes da empresa apresentaram a agenda de shows do Harmonia do Samba, além de pedirem a penhora das quantias ganhas pela apresentação de Carla Perez no extinto “Clube da Alegria”, na TV Aratu. 

A defesa de Xanddy e Carla Perez apresentou em janeiro de 2019 contestações em relação às acusações da empresa e negou que o casal tenha realizado ocultação de bens, como apontado pela South America Serviços e Assessoria Logística. Os advogados do casal reiteraram no autos que eles também recorreram à Justiça contra a empresa com duas ações que ainda não foram concluídas. 

Procurados pelo UOL, através da assessoria do casal, Xanddy e Carla Perez não retornaram aos chamados. Já a empresa South America Serviços e Assessoria Logística, por meio do escritório Teixeira Fortes, emitiu um comunicado que volta a questionar o local de destino das quantias adquiridas pelo casal geradas pelos cachês de apresentação do Harmonia do Samba. 

“O casal possui uma vida abastada que é facilmente verificada na mídia e redes sociais. No entanto, há mais de 13 anos que eles firmaram um acordo e não pagaram. [Xanddy] Certamente está recebendo cachês e outros valores em alguma conta que não seja de sua titularidade enquanto pessoa física, de modo intencional, para eximir-se do pagamento de sua dívida”, disse o a defesa da empresa.  

BN