Faca usada por Adélio Bispo em ataque a Jair Bolsonaro será exposta em museu


A faca utilizada por Adélio Bispo dos Santos no ataque ao então presidente Jair Bolsonaro vai virar peça de museu. De acordo com a Carta Capital, conforme decisão da 3ª Vara da Justiça Federal em Juiz de Fora (MG), que julgou o objeto como de “relevante valor histórico”, a peça será levada para exposição no Museu Criminal da Polícia Federal, em Brasília.

A decisão pelo destino da lâmina aconteceu poucos dias depois do ataque completar um ano. Jair Bolsonaro, em seu período de campanha eleitoral, sofreu tentativa de homicídio ao ser atingido pelo o objeto perfurocortante, durante passagem pela cidade de Juiz de Fora no dia 6 de setembro de 2018. 

Segundo o juiz Bruno Savino, que atendeu os pedidos do Ministério Público Federal (MPF) e da Polícia Federal, o objeto que possui 30 cm de comprimento deverá ser conservado contribuindo para a manutenção da história política recente do Brasil. Além disso, para ele, a faca “simboliza, a partir de uma ótica mais ampla, a agressão cometida contra o próprio regime representativo e democrático de direito”.

Sob os cuidados do delegado Rodrigo Morais, o objeto será transferido da Justiça Federal para o museu acompanhado dos suabes, hastes usadas pela perícia para recolhimento de material genético, que contém o DNA de Jair Bolsonaro e de Adélio Bispo. 

BN