Cármen Lúcia arquiva pedido do PT para investigar Moro


Cármen Lúcia mandou arquivar um pedido do PT para que Sergio Moro fosse investigado por abuso de autoridade em razão de sua atuação na Operação Spoofing, informa a TV Globo.

Relatora do caso no STF, a ministra seguiu o parecer de Raquel Dodge, que não viu elementos para enquadrar atos do ministro da Justiça na atual lei de abuso de autoridade, de 1965.

Para a PGR, não há elementos indicando que Moro tenha tido acesso ao teor das mensagens hackeadas de autoridades –objeto da Operação Spoofing– nem que ele tenha a intenção de destruí-las, como alegaram os petistas.

O antagonista