Morre em assalto pai de aluna sobrevivente a ataque em escola de Suzano


A Justiça decretou a prisão de três suspeitos de envolvimento no latrocínio de um segurança do Shopping Metrô Itaquera, na Zona Leste de São Paulo, na última sexta-feira (15).

Maurício Martins dos Santos, de 38 anos, era pai de uma sobrevivente do massacre na escola Raul Brasil, ocorrido há uma semana em Suzano, na Grande São Paulo. Ele tinha saído mais cedo do trabalho para levar a filha ao psicólogo.

Segundo a polícia, Gustavo Santos da Silva, de 22 anos, Marcos Henrique Nakamura, de 24, e Wesley Lima, de 20, abordaram o segurança por volta das 17h30 no estacionamento aberto do shopping quando ele pegava sua moto.

Leia também

Eles roubaram a arma do segurança e atiraram. Depois, fugiram para uma favela. A vítima chegou a ser levada para o Pronto-Socorro Planalto, mas não resistiu.

Ainda de acordo a Polícia Civil, a identificação dos suspeitos foi feita por meio de câmeras de segurança. O caso está sendo investigado pelo 65º Distrito Policial, em Artur Alvim.

Em nota, o shopping informou que “transmite sua solidariedade aos familiares do prestador de serviço”, e que “colabora com as autoridades locais”. *G1