Juiz de Barra da Estiva relaxa prisão de acusado de matar adolescente


Carlito Camilo de Souza teve a sua prisão relaxada na segunda feira (08), por decisão do Juíz da Vara Criminal da Comarca de Barra da Estiva. Carlito foi preso sob a acusação de ser o autor do crime que vitimou a adolescência Rhanna Almeida, 15 anos, que foi estuprada e esfaqueada em sua residência, no dia 1º de junho deste ano, em Barra da Estiva.

 

Segundo o advogado de Carlito, Samuel Milhazes, na última sexta feira (05), foi protocolizado na Vara Criminal de Barra da Estiva a conclusão do laudo pericial onde excluiu Carlito do crime de estupro após análise do material genético. Preso desde 11 de junho, Carlito sempre alegou ser inocente.

 

Segundo a defesa de Carlito, ele precisa resgatar o tempo perdido e é necessário da publicidade à sua inocência para preservar a sua segurança e de sua família, já que ele foi injustamente acusado de um crime brutal, e na ocasião de sua prisão teve o seu rosto estampado por toda a imprensa.

 

Carlito buscará reparação do Estado diante dos danos irreparáveis sofridos. O advogado de Carlito destacou que o país tem passado por momentos difíceis, onde o papel dos direitos humanos e da própria advocacia criminal tem sido distorcido por setores reacionários da sociedade, estimulando comportamentos primitivos.

 

Carlito, mesmo inocentado, não se sente seguro para retomar a sua atividade na cidade de Barra da Estiva, onde tinha uma pequena barraca de churrasco grego numa praça do centro da cidade. Informe Barra.