Mulher tira celular da filha de 15 anos, e é condenada à prisão


Em abril, Jodie May decidiu punir a filha por problemas na escola tirando o celular da adolescente de 15 anos, em Michigan (EUA).

 

E arrumou problema para ela mesma. A punição chegou aos ouvidos do ex-marido de Jodie, que acionou a polícia. Ele alegava que fora ele quem emprestara o aparelho para a filha. Jodie acabou indiciada por roubo e condenada a 186 dias de prisão.

 

Mas o caso teve uma reviravolta, depois que os próprios promotores trouxeram a informação de que o celular pertencia à adolescente. As acusações foram retiradas.  “A mãe prevaleceu.

 

Não posso acreditar que tive que passar por isso, que a minha filha teve que passar por isso, que a minha família teve que passar por isso. Fiquei surpresa, mas muito feliz com o resultado”, disse Jodie à emissora WOODTV ao deixar um tribunal. (i.Bahia)