Geraldo Alckmin depõe em investigação sobre suposto caixa 2

A assessoria do Ministério Público de São Paulo informou que não comenta a investigação, que corre sob segredo de Justiça.


O ex-governador de São Paulo e candidato à Presidência pelo PSDB, Geraldo Alckmin, prestou hoje (15) à tarde depoimento ao Ministério Público de São Paulo no inquérito que investiga caixa 2 nas campanhas eleitorais de 2010 e 2014. Alckmin prestou depoimento por uma hora. Evitou falar com jornalistas.

A Promotoria de Patrimônio Público e Social investiga supostas práticas de improbidade administrativa com o recebimento de vantagem indevida. As apurações envolvem o recebimento de cerca de R$ 10,2 milhões em caixa 2 pagos pela empreiteira Odebrecht.

O nome de Alckmin foi citado em delações premiadas de executivos da empresa sobre doações não declaradas na prestação de contas nas disputas pelo governo de São Paulo em 2010 e 2014.