Drones doados a Doria não podem operar no país


Três drones do programa Dronepo, que foram doados em abril pela inciativa privada para a Prefeitura de São Paulo, não contam com a autorização da Agência Nacional das Telecomunicações (Anatel).

A tecnologia, utilizada para monitorar aglomerações de pessoas, tem sido um carro-chefe na gestão o João Doria (PSDB).

Ao todo, cinco drones foram doados para a prefeitura pela companhia chinesas Dahua Techonology e DJI. Dois deles operam em sobrevoos de monitoramento da região da Cracolândia, ou em eventos como a Parada LGBT ou manifestações.

De acordo com o G1, os outros três aparelhos ainda passam por revisão. Segundo a reportagem, as máquinas que não possuem autorização da agência podem ser apreendidas e sua utilização está sujeita a multas que podem chegar a R$ 3 milhões.

Noticiasaominuto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *