Por 3 a 2, Segunda Turma do STF decide manter Lula preso


Preso desde o ano passado na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, o ex-presidente Lula não conseguiu habeas corpus nesta terça-feira (25).

Os ministros da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram por não soltar o petista na proposta que solicitava sua soltura até que o STF decidisse de forma definitiva sobre a alegação da defesa de suposta parcialidade de Sergio Moro.

Gilmar Mendes votou pela soltura do petista e foi acompanhado por Ricardo Lewandowski. Edson Fachin, no entanto, ficou contra a proposta, e foi seguido por Carmen Lúcia e Celso de Mello.

Bahia.ba