Jean Wyllys pede para Carlos Bolsonaro sair do armário: ‘Bicha travada’


O ex-deputado psolista Jean Wyllys se irritou com o Carlos Bolsonaro (PSL), após o deputado compartilhar notícias falsas envolvendo o baiano e o jornalista Glenn Greenwald, um dos autores da série de reportagens com conversas vazadas atribuídas ao ministro Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol.

No Twitter, Wyllys fez alguns posts para pedir que Carlos Bolsonaro “saia do armário” e se refere ao filho do presidente da República como “bicha travada”:

“O filho do presidente que é bicha presa no armário devido à vergonha de sua homossexualidade e, por isso mesmo, homofóbico, ressentido e mau tem verdadeira obsessão por mim. Aliás, o pai também”, escreveu o ex-deputado, que aproveitou para alfinetar também Jair Bolsonaro.

Jean defende que “qualquer” expressão de “homofobia” é “terrível”, mas é ainda pior quando vem de um “homossexual enrustido”, que não vivem a vida abertamente e invejam o “gozo” dos que são “assumidos”. O ex-BBB acrescenta que, só se referiu à sexualidade de Carlos por ele ser o “motor” de fake news que circulam na web.

“O filho do presidente teve todas as chances e meios de enfrentar a homofobia do pai e ser uma bicha como eu sou – orgulhosa de mim, inteligente, ativista e honrada, disposta a lutar por justiça social – mas optou por ser essa vergonhosa fábrica de fake news homofóbicas”, tuitou Jean, que deixou o Brasil após alegar sofrer ameaças.

Bahia.ba