Amargosense morre ao resistir a abordagem policial em Salvador

Tata morreu ao resistir a a bordagem da Rondesp.


Reprodução Polícia Civil

Derivaldo Dias dos Reis, 26 anos, conhecido como Tatá, foi morto durante uma operação policial no bairro de Águas Claras em Salvador na noite desta segunda-feira (28). O jovem é natural de Amargosa, no Vale do Jiquiriçá, e teria, segundo a polícia, resistido a abordagem.

O acusado acabou baleado no momento em que tentava fugir do cerco policial.

Em Amargosa, Tatá chegou a ser preso por tráfico de drogas, porte ilegal de arma e tentativa de homicídio, cumpriu pena na unidade prisional de Feira de Santana.

O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal, não foi possível apurar se o corpo será translado para a cidade natal.