Rosemberg crítica postura de Isidório por jogar no lixo santinhos de campanha de Haddad


O deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) criticou a postura do deputado Pastor Sargento Isidório (Avante) que, sendo aliado do governo petista na Bahia, evitou ter seu nome associado ao presidenciável da legenda, Fernando Haddad, e mandou jogar no lixo mais de três milhões de santinhos de campanha com referência ao substituto do ex-presidente Lula.

Segundo Isidório, a recusa se deu pela “questão do kit gay”. No primeiro turno, ele manifestou preferência pelo candidato Cabo Daciolo (Patriota).

“Se ele fez isso acho que é muito ruim […] ele tem posições muito conservadores na Assembleia e às vezes discriminatória, já fiz esse debate com ele. Kit gay é invenção de Bolsonaro. Onde tem isso? É uma falácia”, contestou Rosemberg em entrevista ao programa Se Liga Bocão, na Itapoan FM, nesta quarta-feira (10).

“É mentira de Isidório ou de qualquer um de que há uma determinação para isso [orientação sexual com kit gay]. Não pode ser uma postura de um parlamentar que teve 320 mil votos para deputado federal”, acentuou.

Apesar da repulsa do aliado ao postulante do PT ao Planalto, Rosemberg citou que Isidório depende do apoio da gestão petista na Bahia para manter as atividades da instituição que criou para tratamento de dependentes químicos.

“O projeto [Fundação Dr. Jesus] dele só existe por causa do Partido dos Trabalhadores, a concepção de assistência social. Não posso tirar o apoio que o governo dá ao projeto social porque ele não vai votar no candidato do PT, Bolsonaro faria. Quero convencer Isidório que ele não apoiar Fernando Haddad é um desserviço à sociedade”.

Bocãonews