Alckmin diz que Temer não será candidato


Em palestra a alunos do Insper, nesta quinta-feira (17), o pré-candidato a presidente Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou que o presidente Michel Temer (MDB) não tentará se reeleger.

O tucano disse que a multiplicidade de candidaturas nesta eleição se deve também ao fato de o titular não ser candidato.

“Sempre o incumbente é o favorito”, disse. “Até a Dilma foi reeleita, você vê que vantagem impressionante [que é disputar já no cargo]”, disse, para risos da plateia.

“Quando o titular é candidato, ninguém quer desafiá-lo. Agora que você não tem o titular candidato, todo mundo acha que é a sua vez, ‘tenho chance'”, afirmou o tucano.

O presidente disse nesta quinta que ainda está refletindo se disputará, mas o ex-ministro Henrique Meirelles (MDB) se movimenta para viabilizar sua própria candidatura.

 

Sua vantagem é que ele está disposto a arcar com a campanha, liberando os recursos partidários para outros candidatos. Com isso Meirelles recolhe simpatia de deputados federais do MDB.

A fala de Alckmin vem em momento de novo afastamento entre ele e Temer, depois de um ensaio de aproximação. Há alguns dias, os dois se falaram por telefone e ficaram de conversar pessoalmente, mas Temer reclamou da forma como ele foi citado por tucanos ligados a Alckmin.

O ex-governador de São Paulo, que patina nas pesquisas de intenção de voto e teve a rejeição ampliada, segundo levantamento da CNT, pediu aos estudantes que não se impressionem com isso. Argumentou que a população não está ainda antenada nas eleições.

“Posso errar, mas tenho convicção de que vamos estar no segundo turno”, disse.

Folhapress.