Homem é assassinado na localidade do Araçá em Jiquiriçá

Um homem identificado com Hélio Cruz Santos, 46 anos, foi morto a tiros no fim da tarde desta segunda-feira (19), na localidade do Araçá, zona rural de Jiquiriçá. Segundo a Polícia Militar a vítima foi encontrada com uma perfuração aparentemente de arma de fogo na região do pescoço. O corpo foi removido pela Polícia Técnica, … Leia Mais




UFRN confirma tremor de terra, epicentro foi na zona rural de Amargosa e chegou a 3.2 graus

Tremor foi considerado forte, moradores de Mutuípe e Laje ficaram assustados com o abalo sísmico.


Dados fornecidos ao Mídia Bahia pelo LABSIS da UFRN

O laboratório de sismologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, confirmou neste domingo (28), o tremor de terra sentido por moradores do Recôncavo Baiano e Vale do Jiquiriçá, na madrugada de sábado (27), as 3h39min.

 

Segundo Geofísico do LABSIS da UFRN, Eduardo Alexandre, o cálculo feito usando movimento de partícula para o sismo, ocorreu na distância da estação de GDU01 69,96 km azm, Lat -13,0994 S Long -39,51114 W, e de 3.2 graus na escala Richter, o epicentro teria sido na zona rural de Amargosa.

 

Em conversa com o geofísico, a redação do Mídia Bahia foi informada que a região é pouco estuda pela sismologia, “a mais recente atividade física que teve ai foi em Baixa Grande, a gente instalou uma rede de sismógrafos e fizemos um trabalho durante seis meses, com esse evento mais forte, a gente vai fazer um levantamento para tentar contabilizar quantos eventos ocorreram após os anos 2000, nessa região do Vale” disse Alexandre.

 

Em 2010, o sismólogo Joaquim Ferreira, da UFRN, disse que algumas falhas geológica da região Nordeste estavam sendo reativadas, e que isso geraria um novo ciclo de tremores da região, uma das falhas que reativou nos anos 2000 é “Poço Branco”, segundo ele, o Recôncavo já registrou sismos acima de 4 graus, outra falha sismológica bastante conhecida e Samambaia.

 

O tremor foi sentido em Mutuípe, Amargosa, São Miguel das Matas, Laje, Jiquiriçá, Ubaíra, Elísio Medrado, Brejões, Santo Antônio de Jesus, Itatim, Varzedo e Conceição do Almeida.

 

Na quarta-feira (24) a noite, São Miguel das Matas registrou a primeiro, ocorrência, sentido por moradores na região do Ribeirão entre Mutuípe e Laje, e teve epicentro na mesma região do segundo.

 

Alguns populares relataram rachaduras em residências, e diversas ficam assustados com o abalo.  “Foi assustador minha cama estremeceu.” Disse moradora Maria Santos.  “Eu sentir a cama tremendo pensei que fosse trovoada só que era muito estranho.” Escreveu Priscila Rotondano no Facebook.

Correção: inicialmente publicamos 5.8 graus.
5.8 e o azimute da direcao da estaca em relacao ao epicentro do tremor.

Dados fornecidos ao Mídia Bahia pelo LABSIS da UFRN

 


Diversas cidades do Vale do Jiquiriçá relatam tremor de terra na madrugada

Moradores de Mutuípe acordaram assustados, as 3h39min com tremor de terra.


Moradores do Vale do Jiquiriçá, acordam assustados neste sábado (27), segundo relatos, as 3h39min, um tremor de terra foi sentido em pelo menos três cidades da região: Mutuípe, Laje e São Miguel das Matas, nas redes sociais moradores do Alto da Alagoinha, no município de Ubaíra também afirmam terem sentido o abalo sísmico.

O sismógrafo mais próximo da região Recôncavo da Bahia fica localizado na Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, a mais de 600km, o que dificulta o acompanhamento e registro desses tremores.

Até 6h da manhã nenhum relato de feridos ou danos físicos em residências tinha sido registrado.

Muitos moradores revelam que ficam assustados com o tremor, a alguns apegam-se na bíblia, afirmando ser “o cumprimento da palavra”. “Eu senti a terra tremer, agora, acordei com o balanço, muito forte”. Disse a moradora de Mutuípe identificada com “Cida“.

Em 2010, os tremores de terra registrados na região, foram credenciados a pequenas falhas geológicas segundo a UFRN, a intensidade é considerada baixa, ficando entre 1 e 5 graus.  Em 2010, o sismólogo Joaquim Ferreira, da UFRN, disse que algumas falhas geológica da região Nordeste estavam sendo reativadas, e que isso geraria um novo ciclo de tremores da região, uma das falhas que reativou nos anos 2000 é  “Poço Branco”, segundo ele, o Recôncavo já registrou sismos acima de 4 graus, outra falha sismológica bastante conhecida e Samambaia.

“A Samambaia fica na região de João Câmara, 20 km à oeste da falha de Poço Branco, e está mapeada com 40 km de extensão. Graças ao seu tamanho, a qualquer momento podem vir a ocorrer abalos de magnitude acima de 4 ou 5 graus. E, se o epicentro for a zona urbana de alguma cidade, os estragos podem ser maiores” – garante Ferreira.

Os tremores de Mutuípe são pontuais, só na região São tremores rasos e de baixa magnitude.


INMET e CPTEC emitem alertas de possibilidade de chuva forte a tarde, no Vale do Jiquiriçá

Temporal pode vir acompanhado de trovoadas.


O INMET – Instituto Nacional de Meteorologia, acaba de emitir alerta da possibilidade de chuva forte, entre o fim da tarde deste sábado (20), a manha de domingo (21), em grande parte do estado da Bahia.

O alerta de Perigo Potencial, começa as 18h de hoje e vai até as 9h do dia seguinte.

No alerta o INMET diz o seguinte: “Chuva entre 20 a 30 mm/h ou até 50 mm/dia. Baixo risco de alagamentos e pequenos deslizamentos, em cidades com tais áreas de risco.”

  • Evite enfrentar o mau tempo.
  • Observe alteração nas encostas.
  • Evite usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.
  • Obtenha mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

 

Todas as cidades do Recôncavo Baiano e Vale do Jiquiriçá, estão incluídas. O temporal pode vir acompanhado de raios e trovões.

    Nesta área, haverá condição para chuvas localmente intensas e que se intensificarão a partir do período da tarde deste sábado (20/10) podendo gerar acumulados expressivos ao final do dia.


    Ubaíra – Carreta carregada de cerveja tomba e motorista morre


    Uma carreta da cervejaria Itaipava, desceu uma ribanceira na Br-420, trecho do município de Ubaíira no Vale do Jiquiricá, na manhã desta quinta-feira (06).

    De acordo com informações de populares o condutor tentou sair do veículo, mas não teve êxito e acabou morrendo.

    A identidade da vítima e as causas do acidente ainda são desconhecida.

    Equipes da Polícia Militar e Samu foram acionadas, mas não foi possível salvar a vítima.


    6º Mega Encontro de Cicloturismo acontece neste domingo (26), em Mutuípe


    Mutuípe vai sediar neste domingo (26), O 6º Mega Encontro de Cicloturismo, 2018, além das belas paisagens vivenciadas durante o percurso, o evento também é uma oportunidade de praticar atividade física.

    Desde a primeira edição o evento entrou para o rol dos maiores da Bahia.

    O evento é incentivado pela prefeitura municipal de Mutuípe e conta também com o apoio do comércio local.

    Os ciclistas percorrem as ruas e avenidas da cidade, nas primeiras horas da manhã, seguindo depois para a zona rural na rota das trilhas, a chegada geralmente ocorreu próximo ao meio dia.

    Nesta edição, o grupo Mutuípe Biker’s fez uma grande homenagem a cidade, nos banners e camisas do evento, “valorizando a sua riqueza e diversidade natural com destaque para os recursos hídricos, através da bela imagem registrada na região do ribeirão, no balneário iluminar e também para a sua formação geográfica, através da representação das serras que tanto atraem os ciclistas, que apelidaram a cidade carinhosamente de “Montahíper“. Por fim, para reafirmar a nossa identidade mutuipense, trouxemos o mapa da cidade na posição horizontal, dando contorno a imagem central”. Declarou o grupo nas redes sociais.