Policial descobre que colega é garoto que ela salvou há quase 20 anos

Incrível como existem histórias que parecem filme, mas na verdade é a vida e suas surpresas! Uma policial militar de São Paulo descobriu que seu colega é um jovem que ela salvou há quase 20 anos! Vanusa Pereira, a sargento, descobriu quando estava conversando com um colega, que o jovem Lúcio Fernandes Lima Kruger era … Leia Mais




Padre propõe ‘jejum’ de WhatsApp durante Quaresma


Preocupado com o vício das pessoas no celular, o padre Valentino Porcile, de uma paróquia no bairro de Sturla, em Gênova, resolveu “aconselhar” seus fiéis a praticarem um jejum do WhatsApp. Porcile divulgou a ideia em um post no Facebook, que rapidamente viralizou na rede social e ganhou centenas de curtidas e comentários.

Diversas pessoas aproveitaram o momento para se “confessarem” pelo uso obsessivo do aplicativo de mensagens.

“Eu realmente gosto da idéia de ver Jesus levando o iPhone que me prende, ele o joga no lago de Tiberias e me diz: ‘deixe suas redes sem fio e me siga'”, escreveu Porcile.

 

Na sequência da postagem, o padre sugeriu que as pessoas ocupem seus tempos com “relacionamentos reais e autênticos, não fingidos e virtuais”. Além disso, Porcile acrescenta a importância de ter “duas horas de conversa e olhar nos olhos” e de dedicar seu tempo para pessoas necessitadas.

“O verdadeiro desafio não é desligar o celular, mas encontrar formas autênticas e verdadeiras de comunicação. Desligando algo, podemos ativar outros”, concluiu. Um dos seguidores do padre, na publicação, comentou. “Eu tirei o telefone celular do meu garoto de 13 anos e ele sobreviveu”.

Ansa.


Nasa publica fotos tiradas em distância recorde da Terra


agência espacial norte-americana publicou fotos tiradas pela sonda New Horizons, lançada em 2006 para estudar Plutão e o cinturão de Kuiper. As imagens foram captadas a uma distância recorde do nosso planeta, a mais de 6 bilhões de quilômetros da Terra, de acordo com a NASA.

As imagens mostram dois objetos do cinturão de Kuiper, 2012 HZ84 e 2012 HE85. As mesmas foram recebidas pela câmera LORRI em 5 de dezembro de 2017, duas horas depois de ter sido determinada a localização do dispositivo observando o aglomerado galáctico NGC 3532. A câmera mostrou que a sonda se encontrava a 6,12 bilhões de quilômetros da Terra. Todos os dias, a sonda New Horizons supera uma distância de 1,1 milhão de quilômetros.

No momento de tirar as fotos históricas, a New Horizons se encontrava mais longe da Terra que a sonda Voyager 1 quando esta obteve as famosas imagens do Sistema Solar e da Terra, incluindo a Pálido Ponto Azul (Pale Blue Dot). As fotos da Voyager 1 foram tiradas, no início de 1990, a partir de uma distância de 6 bilhões de quilômetros da Terra. Esse recorde permaneceu durante mais de 27 anos.

Anteriormente, a sonda New Horizons estabeleceu mais alguns recordes, aponta a NASA: em 9 de dezembro a sonda realizou a mais distante manobra de correção de rumo de sempre, quando o dispositivo foi dirigido para se aproximar do objeto 2014 MU69 em 2019. Isto também se tornará um recorde: a aproximação mais distante da Terra entre uma sonda e um corpo celeste.

Sputnik Brasil.


Esteticista dá cinco motivos para não tirar cutículas


A famosa expressão “arrancar bife” dos dedos é bastante usada pela maioria das brasileiras. Isso porque o famoso alicate é a grande estrela dos salões e das manicures, e também protagonista de muitas discussões sobre os perigos da prática de tirar cutícula. Pensando em eliminar riscos, a Luzia Costa criou um método exclusivo que desbasta as cutículas e pode ser conhecido na rede Beryllos. A esteticista e empreendedora elegeu cinco razões para não tirá-las.

 

1. Unhas mais saudáveis: Tirar as peles das unhas, mais conhecidas como cutículas, acaba com a proteção natural deixando o organismo totalmente suscetível a contrair alguma infecção com os cortes ocasionados pelo alicate. Além disso, o esmalte é um dos principais vetores de fungos e bactérias.

 

2. Para de crescer e evita a descamação: Quanto mais você tira o excesso, mais a cutícula tende a crescer. A solução é evitar a prática. Assim você quebra este hábito que pode machucar e até deformar as unhas. Sem tirar, elas param de nascer e aos poucos voltam a ter um aspecto natural.

 

3. Sem ondulações e manchas: Como a cutícula é uma proteção, sem ela tende a surgir manchas brancas, além de ondulações ocasionadas pelo enfraquecimento das unhas, perdendo aquele aspecto lisinho e bonito.

 

4. Facilidade em deixar as unhas prontas: Sem tirar a cutícula o tempo de esmaltação é muito mais rápido. O processo é simples, é preiso apenas retirar o esmalte e aplicar o próximo.

 

5. Unhas mais bonitas por mais tempo: O processo de manter as peles deixa a unha mais fina mantendo o aspecto natural por mais tempo. Outra dica é usar cremes para hidratá-las diariamente.


APP promete revelar mensagens apagadas no WhatsApp

Com o aplicativo, também é possível ler as mensagens recebidas na íntegra, sem que as pessoas recebam a sinalização de que o conteúdo foi lido.


Um aplicativo promete revelar o conteúdo de qualquer mensagem apagada no WhatsApp. O WA Delete for Everyone faz uso de uma falha do aplicativo de mensagens para recuperar o que foi excluído.

O aplicativo está disponível gratuitamente para os usuários do sistema operacional Android. Para concluir a instalação, é preciso autorizar o aplicativo a ter acesso às notificações do WhatsApp – isso permite que ele tenha acesso a mensagens,  nomes de contato e o texto recebido, além de dispensar notificações.

Com o aplicativo, também é possível ler as mensagens recebidas na íntegra, sem que as pessoas recebam a sinalização de que o conteúdo foi lido.

Ao instalar o aplicativo, o usuário concorda com uma série de avisos, que explicam as limitações do recurso, incluindo que “este é um erro no WhatsApp e nosso aplicativo pode não ser capaz de mostrar mensagens excluídas assim que o bug for corrigido”.

Após concordar com os termos, o usuário pode conferir conteúdos apagados no aplicativo. Não é possível ter acesso a mensagens que foram excluídas antes da instalação do WA Delete for Everyone.

Na versão gratuita, o aplicativo armazena apenas 50 mensagens para cada contato, ou seja, o usuário deixa de receber notificação sobre mensagens apagadas – o limite é alcançado rapidamente porque o aplicativo salva todas as mensagens do WhatsApp. Assim, é oferecida a compra da versão pro, sem anúncios e com mensagens ilimitadas.

WhatsApp liberou a função para apagar mensagens já enviadas em outubro, mas o recurso deixa um aviso aos membros da conversa de que o conteúdo foi excluído.

Procurado para comentar, o WhatsApp não se manifestou até a publicação da matéria. Veja.


A Violência sem Limites e as eleições

Por: Fernando Rizzolo


Fica claro pelos noticiários que a violência no Brasil aumentou muito de um ano para cá. Os fatores desencadeantes que de certa forma colaboram com esse quadro são o desemprego, a corrupção generalizada e endêmica dos governantes e, acima de tudo, um descrédito da democracia, além, é claro, da certeza da impunidade. A exegese dessa violência tem sido palco no Brasil de explicações sociológicas tanto pela esquerda quanto pela direita, que se aproveita desse verdadeiro caos.

É verdade que, no bojo da violência ostensiva, existe a violência ideológica, preconceituosa e racista que dá a sustentação para os discursos dos presidenciáveis que evidentemente prolatam uma linguagem de fácil acesso aos que mais sofrem com esta situação calamitosa a que chegamos.

Crianças são mortas em tiroteios no Rio de Janeiro, pessoas incautas que não conhecem determinados trajetos dentro das comunidades são alvejadas sem o menor pudor, alunos agridem professores em salas de aula, automóveis são parados e seus motoristas, assaltados, quando não mortos em arrastões. O feminicídio aumentou barbaramente. Tudo isso ao som agora das marchinhas de Carnaval e das cidades coloridas por essa festa tradicional, tão tradicional quanto tem se tornado o costumeiro conformismo com a deliberada agressão ao cidadão de bem.

Abrigando por volta de 100 mil habitantes, vista para o mar da zona sul do Rio de Janeiro e um sem fim de becos e vielas espalhados entre os bairros da Gávea e de São Conrado, a favela da Rocinha passou nos últimos quatro meses por alguns dos momentos mais violentos de toda sua história. Fica patente que ninguém tem uma fórmula mágica para acabar com a criminalidade, que, num país pobre, em crise moral, com um nível de desemprego assustador, tende a piorar.

O mais intrigante é a difusão da violência pelo país, que não mais se restringe ao Rio de Janeiro, contudo, entendo que neste ano eleitoral é importante nos abstermos dos discursos delirantes de presidenciáveis que vendem a facilidade do “olho por olho”, muito embora eu tenha a convicção de que o endurecimento do Estado deve ser aferrado para o bem da sociedade e para o equilíbrio contencioso do crime a céu aberto, típico do que podemos chamar de “rotina de guerra”.

Na próxima eleição, vamos ter os “Rambos”, os candidatos do antigo argumento de que “tudo se resolve com a educação” e os liberais com a tese de que “aumentando os investimentos” o tiroteio diminui. Por ora, é bom contar com D´us, saber por onde transitar ou a última opção, para os que podem mudar de país, uma atitude que alguns podem achar covarde ou tão corajosa como ficar no meio de um tiroteio na linha vermelha… E ter a sorte de sair vivo.

Fernando Rizzolo é Advogado, Jornalista, Mestre em Direitos Fundamentais, Professor de Direito