Criança sofre queimaduras químicas após fazer tatuagem de henna

Uma criança britânica sofreu graves queimaduras químicas no braço após fazer uma tatuagem de henna negra enquanto estava hospedada com a família em um hotel no Egito. Madison Gulliver de sete anos estava passando férias na cidade turística de Hurghada, às margens do Mar Vermelho, quando seu pai permitiu que ela fizesse uma tatuagem temporária … Leia Mais




A volta das Retornáveis

Mais da metade dos consumidores já conhecem as garrafas de vidro retornáveis e veem nessa opção o melhor custo benefício, por serem até 30% mais baratas. É o que mostra uma pesquisa exclusiva encomendada pela Ambev para entender a percepção em relação às embalagens retornáveis. Além da economia, essas embalagens têm um ciclo de vida … Leia Mais


Temer decreta que mercados podem abrir aos domingos e feriados


O presidente Michel Temer assinou hoje (16) decreto que reconhece o setor supermercadista como atividade essencial da economia. Com o novo status, o setor passa a ter segurança jurídica para contratar seus funcionários e negociar com prefeituras e sindicatos a abertura dos estabelecimentos aos domingos e feriados, em todo o Brasil.

“Nós estamos modernizando [a legislação], não só em favor dos empresários, mas do povo brasileiro, que quer ir ao supermercado no feriado e nos fins de semana”, disse Temer. Para Temer, os atos e reformas do governo federal estão modernizando o ambiente econômico e produtivo para o país voltar a crescer. “E o comércio varejista nos dá uma medida clara de como anda a economia, porque o varejo é o último elo de uma cadeia de produção e distribuição.

Do varejo, vai para o cidadão, e os números do setor são expressivos”, disse o presidente. Ele ressaltou que o comércio varejista teve o terceiro mês consecutivo de aumento. “Significa que as pessoas voltaram a consumir, sinal de que a economia se recupera e volta a gerar empregos.”

Segundo o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, a mudança da norma atende a uma solicitação feita no ano passado pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras) e é um pleito antigo do setor varejista. Para o ministério, a alteração na legislação melhora o ambiente de negócios, dá mais competitividade ao segmento, permite o crescimento das empresas e, consequentemente, a geração de emprego.

A legislação que reconhece as atividades essenciais da economia brasileira, o Decreto nº 27.048, de 1949, não menciona expressamente supermercados em seu anexo, apenas pequenos mercados, como peixarias e padarias. “Todas essas atividades foram incorporadas ao sistema do supermercados.

E o fato de não estarem inseridos no rol de atividades essenciais fazia com que houvesse uma necessidade de negociação para que pudesse exercer sua atividade em domingos, feriados e horários especiais”, disse o secretário de Comércio e Serviços do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcelo Maia.

O secretário explicou que os municípios têm autonomia para legislar e que o funcionamento do varejo está sujeito a negociações, mas agora isso passa a ser legalizado automaticamente. “O decreto evita questionamento na justiça depois. Dá segurança ao supermercadista de poder contratar seu funcionário e alocá-lo para trabalhar em domingos e feriados”, disse Maia. Ele acrescentou que as normas de remuneração dos funcionários seguem a legislação trabalhista.

De acordo com dados da Abras, os supermercados representam 83,7% da comercialização de produtos de primeira necessidade. Para o presidente da entidade, João Sanzovo, o decreto faz justiça ao setor supermercadista. “Desde seu surgimento em 1953, o setor evoluiu, mas a legislação não acompanhou essa evolução. Agora seremos reconhecidos como atividade essencial que somos. O decreto está fazendo justiça para os consumidores que precisam se abastecer nos feriados e domingos e tínhamos muitos obstáculos para satisfazer a demanda em alguns lugares do país”, disse.

Conforme dados do setor, existem cerca de 89 mil supermercados no Brasil, que empregam mais de 1,8 milhão de pessoas.

Agência Brasil.


Barba exige cuidados básicos, mas fundamentais


Especialista dá dicas para que a barba cresça saudável e tenha uma ótima aparência.

Cuidar do bem-estar e, porque não, do visual, são práticas diárias que deveriam fazer parte da nossa rotina. Desde tratar da saúde até cogitar um corte de cabelo diferente, ou uma barba mais bonita. Pensando nisso, o barbeiro Jonathan, da curitibana GriloGringo (Street 444), preparou algumas dicas para auxiliar no cuidado individual da barba, e assim, fazer com que ela cresça e fique com uma ótima aparência.

Para manter a higiene e a boa aparência são necessários procedimentos bem simples. Lavar a barba com um shampoo próprio é um primeiro passo. Usar um pente de madeira e um secador ajudam a tirar a umidade e manter um aspecto mais arrumado. E para finalizar, passar óleo nos pelos para que a barba fique macia.

Quando o assunto é o crescimento da barba, é preciso ter paciência. O ideal é procurar um profissional que possa criar um desenho enquanto ela ainda está curta. Isso vai fazer com que ela já cresça com um formato interessante. A partir daí, frequentar o barbeiro a cada 20 ou 30 dias é importante para que a barba não fique com um aspecto de malcuidada.

Confira mais algumas dicas especiais para serem adotadas no dia-a-dia:

·        Evite enrolar a barba com os dedos, pois os pelos começam a ficar deformados;

·        Minancora é muito boa para evitar irritações na pele;

·        Torne comum a utilização de óleos para barba;

·        Procure um profissional com certa frequência para ajudar a manter a barba bem alinhada.


Startup de empresários Conquistenses é destaque no Jornal Folha de São Paulo


plataforma Condomob, fruto de uma parceria entre empresas Webmac e Agile Ti, de Vitória da Conquista, ganhou destaque nacional na Folha de São Paulo do último domingo.

Na matéria, que aborda irregularidades e corrupção nos condomínios, a Folha destacou o aplicativo desenvolvido pelos empresários conquistenses Thiago Porto, Lauro Nolasco e Mateus Magalhães, devido a funcionalidades que permitem e dinamizam a Prestação de Contas. Em Julho de 2017 o aplicativo também foi destaque no jornal A Tarde, de Salvador-BA.

– Quais as funcionalidades que oferece ligadas a prestação de contas? Como funciona (passo a passo)?

A plataforma Condomob contempla a gestão financeira, administrativa e social do condomínio. Tudo isso em nuvem (Google Cloud). O resultado da gestão financeira realizada pelo administrador (receitas, despesas, demonstrativos financeiros e consumo individua) são disponibilizados no aplicativo do condômino. É possível também a publicação de atas de assembleia, contratos e documentos diversos, ficando tudo disponível de forma organizada e estruturada para o condômino.

Pelo painel administrativo, ao adicionar novos documentos, o síndico/administrador tem a opção de notificar em tempo real todos os condôminos, via aplicativo e/ou por email. O painel oferece também relatórios detalhados sobre as visualizações dos documentos, onde é possível saber quem visualizou ou não.

– Quantos usuários estão cadastrados?

Em torno de 20.000, entre condôminos e síndicos/administradores.

– A ferramenta é gratuita?

O teste é gratuito. A instalação do aplicativo pelo condômino também é gr

Lauro Nolasco (á esquerda) Thiago Porto (Direita)

atuita. É cobrada do condomínio/administradora uma mensalidade pelo uso da plataforma, que conta com painel administrativo (para síndico, administradores, zelador e portaria) e aplicativo (condôminos). Os planos são proporcionais ao número de unidades.

– Qual a importância de se usar um aplicativo para prestar contas aos moradores?

  • Agilidade e facilidade na disponibilização dos documentos.
  • Informações organizadas e estruturadas.
  • Controle sobre o alcance das publicações (relatório de visualizações).
  • Permite ao síndico cumprir com sua responsabilidade obrigatória, fundamentada em lei, no artigo 1.348 do Código Civil, que diz: prestar contas à assembléia anualmente e quando exigido.
  • Informar aos condôminos de que maneira estão sendo aplicadas as suas taxas condominiais.

*Com republicação do Blog Rodrigo Ferraz.


Moradora de Pouso Alegre procura por familiares em Mutuípe


“Meu nome é Vanilda.Procuro por parentes em Mutuípe que eu nao conheço por parte do meu pai. Meu avô paterno se chamava João Francisco dos santos e minha avó Aurelina Alves dos santos. Nós perdemos o contato com eles.O último que nós tivemos eles moravam na antiga rua da linha número 13. Eles tinham duas filhas Judite e Maria ,meu Pai Armando.Quem tiver parentesco com os nomes citados, favor entrar em contato”


Doenças matam mais do que violência em presídios do país


Os números impressionam: 517 presos morreram por complicações de doenças entre 1º de janeiro de 2015 e 1º de agosto. Durante o mesmo período, 37 detentos foram assassinados. Em seis anos, 278 dos 442 óbitos ocorridos foram causados por enfermidades. Foram cinco mortes por mês, entre 2010 e 2016. Os números estão em pesquisa do Ministério Público do Rio de Janeiro e do Instituto Igarapé.

Na capital, o pior presídio no ranking saúde é o Evaristo de Moraes. No chamado Galpão da Quinta da Boa Vista, localizado no bairro de São Cristóvão, morreram 70 presos em sete anos. O estudo aponta a superlotação como causa. Apenas em 2015 foram 87 óbitos. Procurada pelo G1, a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária não quis comentar a pesquisa.

 

No resto do país, inspeções de peritos do Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura (MNPCT), do Ministério da Justiça, dão conta, segundo o UOL, que os estados campeões em violações aos direitos humanos nas cadeias, com relação à saúde, são Pará e Pernambuco.

Conforme contabilizou o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) ao jornal: “pessoas privadas de liberdade têm, em média, chance 28 vezes maior do que a população em geral de contrair tuberculose. A taxa de prevalência de HIV/Aids entre a população prisional era de 1,3% em 2014, enquanto entre a população em geral era de 0,4%”.

Noticiasaominuto