Câncer de mama: é possível prevenir

Muita gente pergunta se é possível prevenir o câncer de mama. A Fundação do Câncer mostra que sim: o desenvolvimento de até 13 tipos tumores está relacionado a comportamento. Neste Outubro Rosa, a instituição reforça que, com a adoção de medidas simples no dia a dia, é possível reduzir a incidência do câncer de mama, … Leia Mais


Especialista destaca os benefícios da reconstrução mamária

Muito se fala sobre a prevenção do câncer de mama, mas é preciso falar também na autoestima da mulher depois da cirurgia da remoção da mama. A reconstrução mamária é uma cirurgia plástica reparadora, que pode ser realizada após a retirada parcial ou total da mama em decorrência do tratamento contra o câncer. “A maioria … Leia Mais





Saúde sem Fronteiras Rastreamento do Câncer de Mama já está em Valença e Wenceslau Guimarães


Começou hoje (02) nos municípios de Valença e Wenceslau Guimarães o Saúde sem Fronteiras Rastreamento do Câncer de Mama, programa do Governo do Estado, via Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), que faz o atendimento para mulheres de 50 a 69 anos, com a realização de mamografia, exame que detecta precocemente o câncer de mama.

Em Valença, a unidade móvel ficará estacionada até o dia19 de outubro, na Praça da República, Centro da cidade. São três mil mulheres dentro da faixa etária de 50 a 69 anos no município, que estão aptas à realização do exame de mamografia.

Em Wenceslau Guimarães, até o dia 9 de outubro, a unidade móvel permanecerá estacionada na Praça Nair Lopes Jenkins, nas proximidades da Escola Michelina Lopes. No município 1.006 mulheres estão aptas a realizarem o exame de mamografia.

Nos dois municípios, o atendimento começa às 7h e prossegue até as 18h. Para ser atendida, a mulher deve levar um documento de identidade, o Cartão do SUS e um comprovante de endereço.

O Saúde tem Fronteiras tem como diferencial o acompanhamento das mulheres com mamografias inconclusivas, com a oferta de exames complementares para o diagnóstico e o encaminhamento ao tratamento, visando a integralidade do atendimento.

Para as mulheres com diagnóstico positivo, o tratamento cirúrgico, quimioterápico ou radioterápico será realizado em unidades de alta complexidade em oncologia. Este programa é uma ferramenta de acesso da mulher às ações de prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer de mama.


População de Santa Inês reclama de funcionamento de dois postos de saúde em único local


Outras intervenções parecidas, já foram feitas no município, segundo moradores.

A cena pode parecer estranha pelo tamanho do imóvel, mas pelas placas instaladas pela Prefeitura de Santa Inês-BA, região do Vale do Jiquiriçá, dá pra ver claramente que ali funcionarão dois postos de saúde.

A imagem considerada por muitos populares como “bizarra”, já está circulando pelas redes sociais, e segundo informações de moradores essa não é a primeira vez que o atual prefeito realiza intervenções desse tipo. No início do ano, foi na área de educação, quando duas escolas municipais foram fechadas e os alunos foram transferidos para o Colégio Estadual Antônio Carlos Magalhães, de acordo com os moradores o colégio atualmente está superlotado e com brigas constantes entre os alunos.

A gestão do prefeito Emerson (PT), também fez intervenções no Povoado de Lagoa Queimada, na Zona Rural do município, que teve o posto de saúde da localidade dividido e transformado em posto-creche, como populares passaram a chamar a unidade, pois, após a reforma, uma das partes do posto virou creche, o que tem gerado muitas reclamações da população.

Entramos em contato com a prefeitura local para que justifique as mudanças, mas ainda não obtivemos resposta.


9 Dicas para Turbinar Sua Inteligência Sexual


São Paulo, 21 de agosto de 2017 – Você certamente já ouviu falar da inteligência emocional, capacidade de gerenciar as emoções para ter bons relacionamentos, pessoais, profissionais e amorosos. Mas, há alguns anos, Sheree Conrad e Michael Milburn, ambos psicólogos e professores da Universidade de Massachussets, nos Estados Unidos, realizaram uma pesquisa que resultou em um livro que trouxe à tona o conceito de inteligência sexual.

Segundo os pesquisadores, a inteligência sexual pode ser desenvolvida, mas para isso é preciso alguns passos importantes. Para as psicólogas Denise Miranda de Figueiredo e Marina Simas de Lima, fundadoras do Instituto do Casal, a inteligência sexual não tem relação com ter um corpo bonito e conhecer a biologia do sexo.

“A inteligência sexual depende de diversos fatores e está ligada diretamente aos sentimentos despertados pelo sexo e como a pessoa consegue vivenciá-los”, comentam.

Para Denise, a ausência de inteligência sexual ocorre, principalmente, devido à ignorância e aos preconceitos em relação ao sexo formados durante a vida. “Muitos fatores podem impactar negativamente na sexualidade, como a religião e o tipo de educação recebida. Se a educação recebida foi repressora em relação ao sexo, por exemplo, a pessoa pode levar consigo muitos preconceitos e apresentar dificuldades para lidar bem com a própria sexualidade”, diz.

Para ir da teoria à prática, Denise e Marina selecionaram 9 dicas para desenvolver a inteligência sexual. Veja abaixo:

  1. Explore seu próprio corpo: Essa é a primeira lição para melhorar sua inteligência sexual. Cada parte do corpo deve ser analisada. Isso vale para homens e mulheres. As zonas erógenas variam de pessoa para pessoa, por isso é importante entender exatamente onde elas estão localizadas, que tipo de estímulo traz prazer, etc. Para as mulheres recomendamos usar espelhos para explorar a vagina. Para homens e mulheres a masturbação também é importante nesse processo.
  2. Esqueça os mitos e preconceitos: Apesar da “aparente” liberdade sexual da vida moderna, os principais problemas sexuais ainda estão ligados com a educação e com a religião, além das crenças construídas ao longo da vida. O sexo não combina com ideias pré-concebidas ou com rigidez. O ser humano é o único ser vivo que faz sexo por prazer e para isso é preciso se libertar das amarras.
  3. Converse sobre o que você gosta e sobre o que você não gosta: O outro não tem a obrigação de adivinhar suas preferências. O casal precisa ter um canal de comunicação aberto quando o assunto é sexo. Cada um precisa dizer ao outro suas fantasias, desejos, o que agrada, o que não agrada, etc.
  4. Use a criatividade: A criatividade é tudo quando o assunto é sexo, principalmente em um relacionamento de muitos anos. Lugares diferentes, posições diferentes, fantasias, tudo é válido, desde que haja um acordo bom para ambos.
  5. Liberte-se da culpa: Não dá para ser feliz no sexo se há sentimento de culpa, seja por qual motivo for. Se isso atrapalha na cama, resolva na terapia.
  6. Cultive o amor próprio: Uma pessoa que tem uma inteligência sexual bem desenvolvida lida muito bem com a aparência do corpo, ou seja, independente do tamanho do pênis, de ter celulite, estrias ou estar acima do peso, na hora do sexo isso não importa. A autoestima é essencial, assim como o amor próprio.
  7. Diferencie a ficção da realidade: A vida real não é igual nos filmes, nem nos românticos e muito menos nos filmes eróticos. Muitas vezes homens e mulheres tentam buscar posições ou fantasias que só existem mesmo nos sets de filmagem. Os filmes eróticos até podem ajudar alguns casais na hora da excitação, mas podem também criar falsas expectativas e comparações em ambos. Fica a dica.
  8. Supere suas inibições: O sexo pode ser um problema quando a pessoa tem certas inibições, como fazer sexo de luz acesa, evitar fazer sexo oral ou não querer que o outro faça, transar de roupas, etc. Cada inibição pode e deve ser trabalhada para trazer mais qualidade à vida sexual. Muitas mulheres, por exemplo, acham que por mais que estejam limpas, o cheiro da vagina não é agradável e por isso não aceitam receber o sexo oral. Se ela realmente não gosta, deve ser respeitado. Mas, se ela não aceita por uma crença a respeito do odor, isso pode ser superado.
  9. Conecte-se: A capacidade de se conectar com o outro é fundamental. Para se conectar de verdade é preciso se desligar do resto do mundo, literalmente. Como? Desligue a TV, o celular, o computador. Olhe nos olhos, beije, abrace, ouça uma música. Não tem segredo, mas em um mundo em que as pessoas vivem conectadas com o mundo externo, pode ser difícil se conectar internamente. A conexão deve ser um exercício diário.

“A inteligência sexual pode sim ser desenvolvida, com treino, tempo e maturidade. As pessoas precisam entender que é preciso investir na vida sexual, assim como investem nas outras áreas da vida. Ler, fazer cursos, procurar uma terapia, se for o caso, conhecer o próprio corpo, entender o que gosta e o que não gosta são algumas dicas para por em prática”, concluem Marina e Denise.


Ministério da Saúde amplia vacinação contra HPV para adultos até 26 anos


O Ministério da Saúde irá ampliar, temporariamente, a indicação da vacina contra o HPV para mulheres e homens de até 26 anos. A medida, porém, vale apenas para os municípios com estoques de doses a vencer até setembro deste ano. A mudança passa a valer a partir desta sexta-feira (18), quando a medida será anunciada oficialmente.

 

Até então, a vacina era indicada apenas para meninos de 11 a 13 anos, meninas de 9 a 14 anos, pessoas com HIV e Aids de 9 a 26 anos e pacientes transplantados e oncológicos. A ampliação ocorre diante das baixas coberturas de vacinação e da proximidade do vencimento de doses já distribuídas aos Estados e municípios, o que traz o risco de perda de vacinas.

 

A decisão foi tomada na quinta (17) pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, em reunião com secretários estaduais e municipais. Questionado, o Ministério da Saúde não soube informar quantas doses estarão disponíveis e quais os municípios onde ainda há estoques. Pessoas que quiserem se vacinar podem verificar a disponibilidade nas unidades de saúde. Com o término dos estoques, a vacina volta a ser direcionada apenas ao público-alvo anterior.

ESQUEMA
O esquema de vacinação também muda para quem estiver dentro do novo grupo ao qual a vacina é indicada.  Para a faixa etária de 15 a 26 anos, a orientação do Ministério da Saúde é o esquema vacinal com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses. Segundo o ministério, apesar de ser uma medida temporária para evitar o desperdício de vacinas, quem receber as doses terá as demais subsequentes garantidas no SUS.

Já o público para quem a vacina já era indicada continuará recebendo as vacinas em duas doses, com seis meses de intervalo. O ministério atribui os baixos índices de cobertura contra o HPV à dificuldade em atrair os adolescentes às unidades de saúde e a uma resistência desse grupo às vacinas. A pasta planeja retomar a parceria com as escolas para tentar aumentar os índices.

 

A vacina contra o HPV é a principal forma de prevenção contra o câncer de colo de útero, quarta maior causa de morte entre as mulheres no Brasil. Nos homens protege contra os cânceres de pênis, orofaringe e ânus. Além disso, previne mais de 98% das verrugas genitais.


Médico alerta para a prevenção de doenças do homem o ano todo


Conhecer problemas de saúde é fundamental para a prevenção ou para um tratamento correto.

CURITIBA, 17/08/2017 – Apesar do índice de conscientização masculina ter aumentado ao longo dos últimos anos, muitos homens ainda deixam a saúde e os exames de rotina de lado. Segundo o Dr. Massimo Colombini, especialista em medicina da família do Docway, existem cinco eixos de cuidados que todo homem deveria ter: 1 – ingestão de água; 2- controle do estresse; 3 – alimentação saudável e controle do peso; 4- atividade física regular; e 5 – relações interpessoais. “São dicas simples, mas muitos homens deixam esses cuidados de lado no dia a dia, o que acaba por acarretar problemas graves com o passar do tempo”, explica o médico.

A ingestão de água nas quantidades recomendadas, é de extrema importância, já que o corpo humano é composto por 74% dela. “A água é necessária para o metabolismo de cada uma das 70 trilhões de células que temos no corpo humano. Precisamos de água para realizar as trocas gasosas da respiração. Utilizamos água para que o rim possa eliminar os resíduos do metabolismo. Nosso corpo utiliza água para o trânsito intestinal. Temos água em todas as articulações e colunas vertebrais para protegê-las do atrito com outros ossos (líquido sinovial). Praticamente todas as funções fisiológicas dependem da água para ocorrerem”, comenta o especialista. Quando ingerimos uma quantidade menor que a quantidade utilizada pelo corpo (entre 1,5 a 3 litros), começam a aparecer diversas doenças.

Outro fator importante na prevenção de doenças é o controle do nível de estresse. Um estudo apresentado pela pesquisadora Kelly McGonigal (2013), mostra que a ocorrência de altos níveis de estresse aumenta em 43% a ocorrência de mortes entre as pessoas que acreditam que o estresse é prejudicial à saúde. Já as pessoas que entendem a resposta ao estresse como uma reação natural do organismo, apresentam os menores índices de mortes. “Ou seja, a forma como encaramos o estresse influencia a ocorrência de mortes em decorrência dele. Costumo perguntar aos pacientes como podemos controlar o estresse e peço para eles relacionarem maneiras de proceder diante situações de estresse, com música, atividades físicas, yoga, meditação, são atividades que ajudam o paciente nesse controle, cada pessoa tem atividades que fazem se sentir bem e relaxadas, são preferências individuais”, revela Colombini.

Segundo Robert Waldinger, um dos pesquisadores responsáveis maior estudo sobre a felicidade, conduzido pela Harvard, que acompanha 724 adultos há mais de 75 anos, a qualidade das relações interpessoais que desenvolvemos durante nossa vida está diretamente ligada com a saúde. Pessoas mais satisfeitas com a vida em decorrência das relações interpessoais, apresentaram melhores condições de saúde, e menos ricos ou problemas com doenças.

Outro ponto importante para uma melhor qualidade de vida está relacionado aos nossos cuidados com a alimentação. Para o médico, o ser humano precisa reaprender a comer, não só alimentos mais saudáveis, mas sim levando em consideração as quantidades necessárias para a fisiologia do seu corpo. Essa dificuldade que muitos têm em emagrecer, por exemplo, está diretamente ligada ao que aprendem a comer durante a infância, por isso, é importante conscientizar as crianças desde muito cedo sobre sua alimentação. Colombini lembra ainda, que a quantidade de alimentos ingeridos pelo homem deve diminuir quando o processo de crescimento é interrompido.

Por fim, mas não menos importante, além dos cuidados básicos com a saúde citados, o médico lembra da importância dos exames preventivos e consultas de rotina. “Muitos homens deixam de cuidar da saúde, atribuem pouca importância aos exames periódicos e preventivos, enquanto esse tipo de atitude precisa mudar, visto que a medicina avançou muito e muito pode ser feito para prevenir as doenças e complicações, com grande impacto na qualidade de vida e impacto em toda a família”, completa Colombini.