Ciclo de debates do segundo turno em Salvador começa dia 18

O ciclo de debates entre os dois candidatos ao segundo turno da eleição à prefeitura de Salvador nas emissoras baianas começará na próxima semana. A Band Bahia dará início à largada de discussões entre os prefeituráveis ACM Neto (DEM) e Nelson Pelegrino (PT). De acordo com a produção da emissora, o evento está marcado para … Leia Mais



Pelegrino se prepara para o embate do segundo turno

O candidato a prefeito de Salvador Nelson Pelegrino (PT) passou a quarta feira (10) articulando apoios e alianças para o segundo turno, auxiliado pelo comando político da campanha. Além de reuniões internas e com lideranças partidárias, o postulante encontrou-se com cerca de 200 candidatos e militantes do PHS, PR e PTC, integrantes da sua coligação, … Leia Mais


Jaques Wagner admite que mensalão pesa e teme por eleições de 2014

O petista Jaques Wagner (foto abaixo), governador da Bahia, não tem medo de contrariar as palavras de ordem do PT. Ao fazer um balanço das eleições deste ano, mesmo exaltando o crescimento do número de prefeituras, reconhece o peso do mensalão na disputa e não descarta que o PT pode perder as eleições presidenciais nos … Leia Mais



Neto diz que conversa com PMDB é prioridade


O candidato a prefeito de Salvador ACM Neto (DEM), declarou, em coletiva à imprensa na tarde desta segunda-feira (8), que “conversar com o PMDB é uma prioridade”. O democrata lembrou das afinidades entre os dois partidos, que fazem oposição ao PT na Bahia e estão juntos em muitas cidades do interior. “Ganhamos e perdemos juntos em muitos municípios da Bahia. Tivemos vitórias importantes, como em Feira de Santana, com José Ronaldo, e estamos no segundo turno em Vitória da Conquista. De modo que há uma afinidade entre os dois partidos que fazem oposição na Bahia”, salientou. O prefeiturável ressaltou que respeita a autonomia e a hierarquia dentro do PMDB, que ainda não tomou uma decisão sobre quem irá apoiar no segundo turno. Para ele, essa decisão será tomada sem influências nacionais.  O postulante também declarou que vai fortalecer a campanha no segundo turno e prometeu surpresas para os programa de rádio e TV. “Agora, vamos ter o mesmo tempo de TV e rádio. No primeiro turno, como o PT tinha o terço do tempo, eles conseguiram nos pautar. Isso vai mudar. Vou poder apresentar melhor minhas propostas e mostrar os equívocos do PT”, acrescentou.


Geddel garante unidade entre PMDB e Kertész em apoio no 2º turno


O vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica Federal, Geddel Vieira Lima, garantiu nesta segunda-feira (8) que o PMDB e o radialista Mário Kertész – que disputou a eleição para prefeito em Salvador – estarão unidos em torno de um dos prefeituráveis que se mantêm no pleito. De acordo com o peemedebista, não existe a chance de haver um racha entre Kertész e a sigla. O presidente do PMDB baiano, Lúcio Vieira Lima, já havia antecipado que a legenda não ficará neutra no processo; caberá, portanto, ao partido apoiar o democrata ACM Neto ou o petista Nelson Pelegrino. “Não há essa possibilidade de estarmos em lados separados. Nossa relação com Mário é política, mas também de amizade fraterna”, declarou Geddel em entrevista ao programa Acorda pra Vida, da Rede Tudo FM 102,5. O ex-ministro lembrou que uma primeira conversa com Kertész aconteceu ainda na noite de domingo (7) e prometeu que o PMDB anunciará a sua posição, no máximo, até a próxima quarta (10).

 


‘Eu falei para o povo que eles teriam uma surpresa e ela de fato veio’, declara ACM Neto


O candidato à prefeitura de Salvador pelo DEM, ACM Neto, reclamou da “agressividade” com que o PT movimentou a campanha de Nelson Pelegrino, durante a entrevista coletiva no comitê central do partido, na Vasco da Gama, neste domingo (7). Neto afirmou que as apurações revelaram que essa estratégia não funcionou na cidade. “Fui o candidato mais agredido, mas Salvador deu um recado ao PT”, declarou. O candidato criticou a pesquisa Ibope que apontava o postulante petista à frente nas intenções de voto no primeiro turno. “Eu falei para o povo que eles teriam uma surpresa e ela de fato veio”, disse. Ele ressaltou que a sua candidatura representa uma proposta de mudança para a cidade. “O PT vinha apostando no medo e na ameaça de que para governar todos precisavam ser do mesmo partido”. O democrata revelou também que ainda esta semana irá ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para acompanhar melhor o que tem acontecido em Salvador. “Não quero confrontar a Justiça Eleitoral baiana, mas vou procurar um acompanhamento maior da Justiça Federal”, explicou. Convicto de que passará por uma disputa acirrada no segundo turno, ele disse que se for eleito não governará para uma população com interesses divididos, governará para todos. Questionado sobre as alianças que formará com os demais candidatos, afirmou: “Vou fazer aliança com o povo”.


Pinheiro conversará com PMDB e PRB ainda neste domingo


Escalado para conversar após as 17h com o PMDB e o PRB, independente do resultado das urnas, o senador Walter Pinheiro (PT) evitou se estender sobre a possibilidade de apoio das legendas em um possível segundo turno com o candidato do PT, Nelson Pelegrino. No debate de quinta-feira (4) da TV Bahia, Pelegrino disse achar “natural” que os partidos da base aliada do governo federal o apoiassem em uma eventual disputa com ACM Neto (DEM). “Eu tenho muita cautela para tratar essas coisas, porque o PMDB e o PRB estão disputando as eleições. Acho temerário falar antes, teremos possibilidade de conversar com todos”, afirmou o parlamentar, em conversa com o Bahia Notícias, ao acompanhar a chegada do candidato ao colégio eleitoral. O “interlocutor” petista pondera que a reunião com os partidos deverá tratar tanto sobre apoio como da governabilidade caso Pelegrino ganhe a disputa neste domingo (7).


Pesquisa aponta Pelegrino e Neto no 2º turno


A última pesquisa Ibope antes das eleições foi divulgada há pouco pela TV Bahia mostrando vantagem para o candidato Nelson Pelegrino (PT), com 34% das intenções de votos contra 29% de ACM Neto (DEM), mas mantendo a expectativa de que o nome do próximo prefeito de Salvador seja conhecido apenas no segundo turno. No levantamento anterior, Pelegrino tinha também 34% e ACM Neto 31%.  Já na terceira colocação não houve mudança e o peemedebista Mário Kertész continua com 7%. Logo em seguida aparece o deputado Márcio Marinho (PRB) e o candidato Rogério Tadeu Da Luz (PRTB), com 5% e 3%, respectivamente. Hamilton Assis (PSOL) mantém-se com 2% das intenções do eleitorado, mesmo percentual do último levantamento. Entre os entrevistados, 11% afirmaram votar em branco ou nulo. Indecisos totalizaram 9%. A margem de erro é de 3,1%. O instituto começou a ouvir a população na quinta-feira e terminou a apuração neste sábado, com 805 pessoas. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob o número 00487/2012. Do Política Livre.