Lídice da Mata revela vontade de ser governadora da Bahia

A senadora Lídice da Mata (PSB) revelou o seu desejo de ser governadora da Bahia em entrevista para um jornal local na quinta-feira (24). Com o fato, agora são seis as peças do tabuleiro da governista para 2014: Lídice, o ex-prefeito de Camaçari Luiz Carlos Caetano (PT), o presidente da assembleia legislativa Marcelo Nilo (PDT) … Leia Mais


Geddel estreia como comentarista e manda chumbo grosso contra governo Wagner

O vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa, Geddel Vieira Lima (PMDB), estreou nesta quinta-feira como comentarista da Rádio Metrópole e já bateu forte no governo Wagner. “Não é à toa que muitas empresas preferem investir em Pernambuco em detrimento da Bahia”, disse, culpando o que chamou de “resultados frágeis de um governo lento e ineficaz, … Leia Mais


Maria Quitéria é eleita nova presidente da UPB

A prefeita de Cardeal da Silva, Maria Quitéria (PSB), foi eleita nesta quarta-feira (23) presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB). No bate-chapa, que teve a participação do prefeito de Andaraí, Wilson Cardoso, a gestora, primeira mulher a comandar a entidade, obteve 207 votos dos 352 prefeitos do interior do estado que compareceram à … Leia Mais


UPB: Quitéria lança chapa com “tropa de choque” do governo

Apesar de insistentes declarações de que tratava-se de uma chapa de prefeitos para prefeitos, o lançamento da candidatura de Maria Quitéria (PSB) à presidência da União dos Municípios da Bahia (UPB) foi uma demonstração de que o governo deseja intensamente continuar no controle da entidade. Além dos integrantes da chapa, um batalhão de representantes de … Leia Mais


Pedro Tavares incentiva filiação de jovens no PMDB


PedroO deputado estadual Pedro Tavares (PMDB) está incentivando a filiação de jovens no PMDB da Bahia. Para o parlamentar a participação da juventude na política é fundamental para a consolidação da democracia e para a renovação das ideias. “É importante incentivar os jovens a participar ativamente da política. Todos podem contribuir para sua cidade, seu estado e seu país”, disse o deputado. Pedro Tavares deve percorrer alguns municípios baianos para promover encontros com a juventude e discutir os problemas da região.(Blog Marcos frahm)


Candidato evangélico quer derrotar gays no voto


RONALDO FONSECAEvangélico, pastor da Igreja Assembleia de Deus, advogado e, de acordo com suas próprias palavras, “amante do debate”. Para chegar à presidência da Câmara, cargo que cobiça mesmo sem o apoio de seu partido, o deputado Ronaldo Fonseca (PR-DF) terá de superar desafios inéditos: ser o primeiro estreante e o primeiro líder evangélico a conquistar o comando da Casa. O deputado de 52 anos exerce seu primeiro cargo eletivo e promete combater os “vícios” do Legislativo, como o corporativismo, a submissão ao Executivo e a falta de discussão. “Não serei um presidente engavetador”, promete. Em entrevista ao Congresso em Foco, o candidato diz que a frente parlamentar evangélica não pode mais “andar a reboque” e ser surpreendida com a votação de propostas que contrariam suas crenças, como as que dizem respeito aos homossexuais. Segundo o deputado, a Casa tem de aprofundar o debate e levar projetos como o da união civil entre pessoas do mesmo sexo a voto. Para ele, os militantes do movimento gay temem que essas propostas sejam votadas por anteverem o seu provável desfecho.


Eleição UPB: ‘Lutarei até o fim’, diz Wilson Cardoso sobre sua candidatura


WILSON CARDOSO - PSBO prefeito de Andaraí, Wilson Cardoso (PSB), há pouco tempo pré-candidato à Presidência da União dos Municípios da Bahia (UPB), afirmou nesta segunda-feira (14) que não vai abrir mão da sua candidatura. Seu partido integra a base governista na Bahia e seu nome estava na lista dos sete possíveis candidatos, de onde saiu um para liderar uma chapa única. Em reunião na última quarta (9), o Partido dos Trabalhadores decidiu lançar a prefeita de São Francisco do Conde, Rilza Valentim, para encabeçar a aliança. Segundo Cardoso, que já havia questionado a escolha da petista, o secretário de Relações Institucionais da Bahia, Cézar Lisboa, já teria argumentado que o escolhido seria o prefeito que conseguisse mais apoio. “Cézar colocou que o candidato que mais conquistasse os pré-candidatos, seria o candidato da unificação. Eu conquistei todos, menos do PT. Mas falta apenas parte e espero conquistar”, afirma o socialista que também diz ter participado da discussão desde o início, enquanto, segundo ele, “Rilza não aparecia”. “O acordo feito com Cézar era de que o candidato a ser escolhido seria aquele que estivesse participando da discussão desde o início. Depois que conquisto tudo, aparece Rilza. Não tenho nada contra ela, uma excelente gestora, mas não tava na discussão”, reclamou em entrevista ao Bahia Notícias. “Eu me preparei para ser presidente da UPB. Serei presidente de todos os partidos e municípios. Não quero ser taxado de candidato da oposição”, conta. O administrador de Andaraí afirma que obedeceu as regras e, por isso, diz ser o legítimo candidato. “A esperança é a última que morre. Lutarei até o fim”, disse.


De olho em 2014, Marina Silva confirma que criará novo partido


A ex-pevista Marina Silva confirmou, nesta quinta-feira (10), que criará uma nova legenda, com o objetivo de promover sua candidatura à Presidência da República em 2014. Segundo ela, a ideia é agregar políticos oriundos de diversas forças partidárias. Inicialmente, Marina pretendia recolher 500 mil assinaturas para a criação do novo partido ainda em janeiro. No entanto, segundo informações da revista Veja, alguns parceiros políticos convenceram a ex-pevista a adiar a articulação para fevereiro, período que coincide com a reabertura dos trabalhos no Congresso Nacional.


PT reage e diz que investigar Lula é ‘absurdo’


O PT reagiu com veemência à decisão da Procuradoria-Geral da República de mandar investigar as acusações de Marcos Valério Fernandes de Souza contra Luiz Inácio Lula a Silva. Após ser condenado no julgamento do mensalão, o empresário mineiro passou a acusar o ex-presidente de ter sido beneficiado pelo esquema, noticia o jornal O Estado de S. Paulo. O partido classifica a atitude como uma “manobra sórdida” e deve transformar a festa de seus 33 anos de fundação, agora em fevereiro, num ato político de desagravo ao seu principal líder. Matéria do jornal paulista revelou nesta quarta-feira (9), que o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, informou a colegas que irá encaminhar o depoimento de Valério, prestado em 24 de setembro, à primeira instância do Ministério Público Federal – após deixar a Presidência, Lula deixou de ter foro privilegiado e terá seu caso analisado por procuradores federais de Minas, São Paulo ou Distrito Federal. Gurgel divulgou uma nota oficial na qual afirma ainda não ter tomado a decisão (mais informações abaixo). Fontes da Procuradoria-Geral, porém, confirmaram ao Estado que a decisão de dar prosseguimento ao caso já foi de fato tomada em dezembro. O presidente da Câmara Federal, Marco Maia (PT-RS), disse considerar “um absurdo” o Ministério Público apurar se houve envolvimento de Lula no mensalão. Na mesma linha, dirigentes do PT apontaram o dedo para Valério, acusando-o de tentar criar um fato político para minimizar o impacto de sua condenação pelo Supremo Tribunal Federal – o empresário foi condenado a mais de 40 anos de prisão e tenta, por meio de novas informações, diminuir a pena ao receber o benefício da chamada delação premiada. Informações do Estadão.