Polícia investiga homicídios cometidos por PMs em cidade vizinha a Rio Real

A Polícia Civil da Bahia apura três inquéritos relacionados a assassinatos cometidos por policiais militares no município de Jandaíra, localizado na divisa entre a Bahia e Sergipe e vizinho a Rio Real, onde PMs são investigados por supostos abusos, torturas e homicídios. Segundo reportagem do Correio, os crimes nas duas cidades tiveram as mesmas características. “O … Leia Mais


Polícia investiga homicídios cometidos por PMs em cidade vizinha a Rio Real

A Polícia Civil da Bahia apura três inquéritos relacionados a assassinatos cometidos por policiais militares no município de Jandaíra, localizado na divisa entre a Bahia e Sergipe e vizinho a Rio Real, onde PMs são investigados por supostos abusos, torturas e homicídios. Segundo reportagem do Correio, os crimes nas duas cidades tiveram as mesmas características. “O … Leia Mais


Menino é achado acorrentado e com marcas de espancamento em casa

Um adolescente de 14 anos foi encontrado acorrentado e com marcas de espancamento dentro de casa no distrito de Oricó, em Ubaitaba, no sul da Bahia, na tarde de domingo (24). De acordo com o delegado titular da cidade, Gilberto Souza Mouzinho, o padrasto do menino é o principal suspeito de ter cometido as agressões. … Leia Mais


Rio Real: Major é ouvido pela Corregedoria da PM e nega acusações

O comandante da 6ª CIPM (Rio Real), major Florisvaldo Ribeiro, foi ouvido na sede da Corregedoria da PM, na Pituba, na tarde de sábado (23). Em entrevista, ele afirmou que a autoria dos homicídios atribuída a policiais da sua companhia é de criminosos ligados ao tráfico. “Não existe tortura. São acusações infundadas”, disse. Segundo o major, ao … Leia Mais


Mutuípe: Menor de idade é apreendido com arma de fogo no Alto da Cajazeira


IMG_0018Hoje Quinta – Feira (21), de Novembro de 2013, por volta das 10h:20min a Guarnição de Serviço da Polícia Militar de Mutuípe, estava em ronda de rotina no Alto da Cajazeira, quando avistou um menor de idade 16 Anos, com as iniciais D.P.S. na Rua Jiquiriçá. O mesmo ao visualizar a viatura, empreendeu fuga passando por várias ruas e entrou em um pasto, ficando escondido no fundo de um Supermercado.IMG_0017

A Polícia em diligência localizou o menor escondido dentro do banheiro da Igreja ao lado do Posto de Saúde. Em poder do menor foi encontrado 01 (um) revólver cal .32, com 02 (dois) cartuchos. Vale salientar que o menor há alguns dias, já tinha tomado um tiro na mão. Com informações do Jiquinews.


Rio Real: Comandante da 6ª CIPM é acusado de tocar terror na cidade


Rio-RealA atuação do major da Polícia Militar da Bahia Florisvaldo Passos Ribeiro, responsável pela 6ª Companhia Independente da PM (CIPM), em Rio Real, no nordeste baiano, tem gerado um clima de medo e tensão nos moradores do município. De acordo com reportagem do jornal Correio, o major e seus comandados são acusados de promover espancamentos, torturas, invasões de residências e prisões ilegais.

 

“Eu ando com medo. Tenho mulher, filha e já percebi que esse pessoal é capaz de tudo”, afirmou o próprio juiz da cidade, Josemar Dias Cerqueira. O magistrado não é a única autoridade local a andar com receio. “Eu circulo muito e tenho medo, né? A coisa está saindo do controle”, contou o presidente da Câmara de Vereadores, Cleriston Barbosa. Vítimas e parentes de vítimas ouvidas relatam atrocidades cometidas pelo poicial e sua tropa, que incluem até execuções. Nas contas do juiz, só entre março e maio deste ano, foram dez assassinatos em circunstâncias “estranhas”, o que reforça a suspeita da existência de um grupo de extermínio em Rio Real.

 

“É sempre alguém em um carro ou uma moto que chega, atira e vai embora. Desde que o major assumiu (em setembro de 2011), isso aumentou muito”, avaliou o juiz, que está há nove anos na cidade. A presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-BA) –  Seção Alagoinhas, Maryella Gomes, encaminhou em outubro um ofício ao juiz para comunicar “condutas ilícitas” por parte da PM de Rio Real.

 

“Tomamos conhecimento de ameaças a cidadãos que comparecem às instalações, interferências nas conversas de advogados e seus clientes com a presença de elementos armados à paisana”. Apesar dos relatos de medo da população, o major disse estar “surpreso” com as acusações. “Procuramos atender a segurança, mas nada é feito com arbitrariedade. Mas entendo que o trabalho feito com seriedade pode incomodar as pessoas que praticam atos ilícitos”, disse.


Jovem é assassinado com cinco tiros em Valença


972138_288867661256893_488578067_nFoi assassinado na noite desta última terça-feira, 19, por volta das 21:30hs, Lazaro da Silva Higino, 21 anos (“Binho de Zé Grande”), na Baixa Alegre (Próximo a Esquina de Djalma).

 

Segundo informações, este estava pilotando uma moto quando foi atingido por cinco tiros, deflagrados por dois elementos elementos ainda não identificados que estavam a bordo de uma moto.

 

“Binho Gordo”, chegou a ser socorrido até o Pronto Socorro de Valença, mas chegou sem sinais vitais, sendo encaminhado o corpo para o IML Valença para ser necropsiado. Nas Malhas da Lei

 


Wenceslau Guimarães: Menino de nove anos é abusado sexualmente e morto a machadadas


O corpo de uma criança de nove anos, desaparecida desde a sexta-feira (15), foi encontrado em um matagal no município de Wenceslau Guimarães, no Sul da Bahia. De acordo com informações da Polícia Militar da região, a vítima, Marcos dos Santos de Jesus, morava em um bairro nas proximidades de uma roça de cacau, e foi atraído para o local por um usuário de drogas. 94773

O acusado levou a criança para um matagal, abusou sexualmente dele e o matou com golpes de machado na nuca. Ele escondeu o corpo da vítima com folhas de cacau e fugiu. Enquanto a PM realizava buscas pela criança neste domingo (17), o homem se voluntariou para ajudar e levou os policiais até o local exato onde o corpo de se encontrava.

Desconfiada, a PM começou a fazer perguntas para o acusado, que entrou em contradição e acusou um outro homem, que é conhecido na região por ser alcoólatra. No entanto, a polícia encontrou a arma utilizada no crime na casa do acusado, cuja identidade não foi divulgada, ainda com vestígios de sangue.

O homem foi preso e levado para a delegacia de Polícia Civil de Valença, porque os moradores de Wenceslau Guimarães, revoltados com o crime, atearam fogo na casa do acusado. Ele continua preso no local à disposição da Justiça.

 O corpo da criança foi removido para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) da região ontem (17), e deve passar por uma perícia antes de ser liberado para o sepultamento.  (Correio)


Interpol é acionada para encontrar ex-diretor do Banco do Brasil foragido na Itália


94690O  ex-diretor de marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, condenado a 12 anos e sete meses de prisão, está na Itália. Em carta divulgada pelo advogado Marthius Sávio Cavalcante Lobato, Pizzolato diz que, aproveitando a dupla cidadania, vai apelar para um novo julgamento italiano. O delegado da Polícia Federal Marcelo Nogueira confirmou que a Interpol foi acionada e que o nome e as fotos de Pizzolato já circulam na lista de foragidos da instituição. – A Interpol já foi acionada. O nome e as fotos de Pizzolato já circulam na lista de foragidos da instituição. É preciso contar com a ajuda das autoridades italianas nas buscas. No entanto, é importante lembrar que, já na Itália, o ex-diretor poderá solicitar asilo político – explicou o delegado. O delegado foi comunicado por volta das 11h40m de que o ex-diretor de Marketing Banco do Brasil deixou o país rumo à Itália. Quem deu a informação foi o advogado de Pizzolato. Ontem, agentes da PF procuraram Pizzolato em dois endereços no Rio, mas não o encontraram. O advogado dele chegou a informar que o ex-diretor de marketing iria se entregar ao meio-dia na sede da PF, em Brasília, o que não aconteceu. “Por não vislumbrar a mínima chance de ter julgamento afastado de motivações político-eleitorais, com nítido caráter de exceção, decidi consciente e voluntariamente fazer valer meu legítimo direito de liberdade para ter um novo julgamento, na Itália, em um tribunal que não se submete às imposições da mídia empresarial, como está consagrado no tratado de extradição Brasil e Itália”, diz Pizzolato na carta divulgada. (Oglobo)