Flávio José, Calcinha Preta, Henrique e Juliano, Dorgival Dantas e Devinho Novaes estão confirmados para o São João de SAJ

A tão esperada grade do São João de Santo Antônio de Jesus foi divulgada na manhã desta quinta-feira (17) pelo prefeito Rogério Andrade.   Conforme divulgação em primeira mão do Blog do Valente, as atrações confirmadas são Luan Santana, Vigílio, Flávio José, Calcinha Preta, Dorgival Dantas, Devinho Novaes, Henrique e Juliano, Mano Walter. Além destas, o prefeito confirmou a participação também da banda Estakazero, Tio … Leia Mais


Zartte Professional promove 2º Workshop em Valença

Evento reuniu em Valença, diversas profissionais cabeleireiras para apresentar técnicas e aperfeiçoar conhecimentos. Como palestrante, a Zartte trouxe o técnico Júnior Araújo. Em 20 de agosto, um evento semelhante será realizado na cidade de Gandu. 




Conquista: Homem é detido suspeito de roubar cabos da OI

Um homem de 60 anos foi detido em flagrante neste domingo (06), por volta das 16h30, após furtar cabos de cobre utilizados pela operadora de telefonia OI. Ele foi flagrado por policiais do Pelotão de Motociclistas da 77ª Companhia Independente de Polícia Militar na Rua João Cândido, no bairro Vila América, em Vitória da Conquista. … Leia Mais


Nova denúncia contra Lula representa o fim da história política do ex-presidente

Petista é acusado pela PGR pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro; a suspeita é de recebimento de US$ 40 milhões em propina.


Apesar de se dizer inocente e de que é alvo de perseguição política, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já acumula 10 denúncias contra ele, incluindo a que o levou à prisão. Ao todo, 25 integrantes do Poder Judiciário e do Ministério Público entendem que a maioria dos atos praticados pelo petista se configuram como crimes.

A denúncia mais recente contra Lula foi feita pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, ao Supremo Tribunal Federal (STF). Ao lado de outros cinco investigados, o ex-presidente é acusado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. A suspeita é de recebimento de US$ 40 milhões em propina, cerca de R$ 64 milhões, que teria sido repassada por executivos da Odebrecht para financiar a campanha eleitoral de 2010. Em troca, o governo, sob o comando do PT, daria benefícios à empresa.

Dos dez inquéritos que envolvem o ex-presidente Lula, em seis ele tornou réu e foi condenado em um. Entre as acusações, estão tráfico de influência, corrupção passiva, obstrução de Justiça, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Na avaliação do cientista político Christian Lohbauer, a última denúncia, apresentada pela PGR nesta semana, representa um duro golpe à imagem política de Lula e, consequentemente, enfraquece ainda mais o Partido dos Trabalhadores.

“As acusações que se acumulam são muito graves. Não existe nenhuma possibilidade de qualquer pessoa séria achar que não há provas, ou que é uma conspiração, ou que é um conluio contra um partido ou outro. Eu vejo como o fim da histórica política do ex-presidente Lula. Ele, a partir de agora, além de ter que cumprir um período no cárcere, ainda tem que se defender contra todas essas acusações, a liderança que tinha vai se esfacelando aos poucos.”

Diante das declarações de inocência e ataques a procuradores e juízes, a cúpula petista ainda trabalha com a hipótese de lançar Lula como candidato ao Planalto nas eleições deste ano. No entanto, Lohbauer acredita que essa ideia é inviável e não terá respaldo legal, já que a legislação impede a candidatura de condenados em segunda instância pela Justiça.

“O PT pode até tentar fazer esse show e continuar dizendo que Lula, ainda que no cárcere, é candidato, mas não existe como ser. Ele não passa na Lei da Ficha Limpa. Já se tentou modificar a Lei da Ficha Limpa e não se obteve sucesso. Então, não tem como. Eu acho que esse é todo um jogo de cena, também me parece um erro estratégico do partido. Demonstra as práticas que o partido praticou e ainda continua praticando, que é da pouca transparência e da falta da autoconsciência, de reflexão.”

Após a manutenção da condenação pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), Lula entrou com diversos recursos para impedir sua prisão. Todos em vão. Condenado a 12 anos e um mês de prisão em regime inicialmente fechado, a defesa apresentou recurso contra a decisão do ministro Luiz Edson Fachin de rejeitar um pedido da defesa para que o ex-presidente não fosse preso.

Os advogados argumentaram que a prisão de Lula não poderia ter sido decretada em 5 de abril porque ainda havia embargos de declaração pendentes de análise no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), segunda instância da Justiça responsável pela Lava Jato. Os embargos só foram julgados em 18 de abril. Fachin negou o pedido por considerar que a existência de embargos de declaração pendentes não impedia a execução da pena.

No processo, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, também defendeu que recursos apresentados a tribunais superiores não impedem a prisão. A tentativa dos advogados de defesa de evitar o cumprimento da pena do ex-presidente foi tão intensa que chamou a atenção do ministro Luís Roberto Barroso.

LEIA TAMBÉM: Delegado da PF quebra som de acampamento pró-Lula em Curitiba

Durante o julgamento do habeas corpus no STF, no dia 5 de abril, o magistrado fez críticas ao sistema penal vigente no Brasil e declarou que “se prende menino pobre e não consegue prender essas pessoas que desviam dinheiro por corrupção”.

O ex-presidente Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, desde sete de abril. O petista cumpre pena após condenação pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex, em Guarujá (SP).  Agencia Rádio Mais.


Carimbar ‘Lula Livre’ em cédula de Real é crime

Nota de Real com o carimbo 'Lula Livre' deve ser trocada no banco.


Reprodução/Twitter

Um vídeo tem sido compartilhado nas redes sociais onde é possível perceber uma pessoa carimbando diversas notas de Real com os dizeres “Lula Livre”, a tática faz parte da estrategia para mobilizar pessoas pela soltura do ex-presidente, preso pela Lava-Jato.

Juristas repudiam atitude e alertam para as penalidades.

Nesta quarta-feira (2), o R7, consultou jurista, que afirmaram ser crime o que está sendo feito, a atitude caracteriza crime de dano (artigo 163) e responsabilidade civil por danificar bem alheio. “O valor intrínseco da nota pertence ao portador, mas o papel moeda em si é patrimônio da União”, explica Rodrigo Matheus, conselheiro do Instituto dos Advogados de São Paulo (IASP).

LEIA TAMBÉM: Vox Populi: Lula lidera com 47% das intenções de voto após prisão

O comerciante não pode negar o recebimento da nota, mas deve trocá-la no banco.

A pena pode ser de um a seis meses de cadeia ou multa.


Polícia cumpre mandado de prisão e apreensão de arma e drogas em Mutuípe

Jiló tinha mandado de prisão por tentativa de homicídio e é acusado de liderar o tráfico de drogas na região do brega.


Policiais da 4ª Cia do 14ª Batalhão de Polícia Militar, em Mutuípe, comandados pelo capitão Rodrigo Chaves, realizaram operação na noite desta terça-feira (1), com o apoio da Companhia Especializada CIPE Litoral Norte, resultado no cumprimento de um mandado de prisão em aberto.

Após denúncia anônima da comercialização de drogas, na Cajazeira, as polícias se dirigiram a rua Joana Angélica, segundo informações da corporação, um jovem identificado por Darlan Paixão dos Santos, conhecido como Jiló, foi avisado com uma arma em punho e uma sacola branca. Com o cerco policial ele acabou sendo preso. “Jiló” é acusado pela polícia de liderar o tráfico de drogas na região do brega, e tinha mandado de prisão em aberto por tentativa de homicídio.

Na operação foram encontrados: um revólver tauros com seis cartuchos intactos, 41 trouxas de uma substância aparentado ser maconha e mais uma porção de aproximadamente 100 gramas, uma pedra de crack, R$ 203.50 em espécies.

LEIA TAMBÉM: Grávida e bebê morrem na Santa Casa de Misericórdia de Cruz das Almas enquanto aguardavam regulação

O acusado e todo material apreendido foram apresentados na central de flagrantes em Santo Antônio de Jesus, ao delegado plantonista Dr. Marcos de Sena Veloso.



Moradores da rua André Fernandes em Mutuípe ficam assustados com infestação de carrapatos

Febre Maculosa Brasileira, também conhecida como doença do carrapato é o maior medo da população.


Na tarde desta terça-feira (24), a redação do Mídia Bahia, visitou os moradores da rua André Fernandes em Mutuípe, o aparecimento de carrapatos na localidade tem assustado a população.

Segundo Elisabete Gomes os parasitas estão por toda a parte, “eu só quero uma solução, eu tenho crianças em casa, estou catando carrapato dentro da minha casa, acho que isso a prefeito tem que me ajudar”, disse ela em um trecho da entrevista.

Quem reside no local teme por doenças, principalmente em crianças.

LEIA TAMBÉM: Jovem sofre tentativa de homicídio em Mutuípe na noite de sábado

Febre maculosa brasileira é uma doença transmitida pelo carrapato-estrela ou micuim da espécie Amblyomma cajennense infectado pela bactéria Rickettsia rickettsii. Esse carrapato hematófago pode ser encontrado em animais de grande porte (bois cavalos, etc.), cães, aves domésticas, roedores e, especialmente, na capivara, o maior de todos os reservatórios naturais.

Transmissão

Para haver transmissão da doença, o carrapato infectado precisa ficar pelo menos quatro horas fixado na pele das pessoas. Os mais jovens e de menor tamanho são vetores mais perigosos, porque são mais difíceis de serem vistos.

Não existe transmissão da doença de uma pessoa para outra.

Distribuição

No Brasil, há casos de febre maculosa nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Pernambuco, mas não é impossível que ocorram em outros lugares.