Gabriel Jesus está na lista dos jogadores sub-21 mais valiosos

O site especializado Transfermarkt divulgou uma lista com os jogadores com menos de 21 anos de idade mais valiosos do mundo. Entre eles está um brasileiro: Gabriel Jesus. As informações são do jornal Extra. O primeiro lugar pertence a Delle Ali, do Tottenham, da Inglaterra – cujo valor de mercado é de aproximadamente R$ 167 milhões. O craque brasileiro está em quinto … Leia Mais


Jornal catalão coloca Mina no Barcelona a partir de janeiro

O Barcelona exerceu seu direito de preferência e contratou o zagueiro Mina, do Palmeiras, por 9 milhões de euros (R$ 33,5 milhões). Quem garante é o jornal catalão Sport, segundo o qual o jogador se apresentará ao clube espanhol a partir de janeiro. Ao Globoesporte.com, no entanto, o Alviverde nega que a negociação esteja finalizada … Leia Mais


Acusado de ofender família de Vinicius Jr. não poderá ir a jogos

O torcedor André Luis Moreira dos Santos, que foi acusado por fazer gestos que caracterizam injúria racial aos familiares de Vinicius Jr., teve concedida a liberdade provisória, mas não poderá ir a jogos do Botafogo. Após o clássico entre Botafogo e Flamengo, ele foi encaminhado ao Jecrim (Juizado Especial Criminal). O torcedor negou as acusações feitas … Leia Mais


Paulinho é apresentado no Barcelona e usará a camisa 15

O meia Paulinho foi apresentado oficialmente no Barcelona na manhã desta quinta-feira (17). O brasileiro, de 29 anos, vai usar a camisa 15 do clube catalão e assinou contrato de quatro anos. Os espanhóis pagaram a multa rescisória de 40 milhões de euros, cerca de 148 milhões de reais, para tirar o jogador do Guangzhou … Leia Mais


Botafoguense é detido por ofensas racistas a familiares de Vinicius Jr.

Um torcedor do Botafogo causou um tumulto no setor Leste Inferior do estádio Nilton Santos, nesta quarta-feira (16), no empate sem gols entre o time alvinegro e Flamengo, pelo jogo de ida das semifinais da Copa do Brasil. O botafoguense foi acusado de proferir ofensas racistas à familiares do jovem atacante rubro-negro Vinícius Júnior e … Leia Mais


Real Madrid conquista Supercopa e amplia crise no Barcelona


Sem Cristiano Ronaldo, suspenso por cinco jogos por ter empurrado um árbitro, o Real Madrid quase não encontrou resistência para derrotar o Barcelona por 2 a 0 no Santiago Bernabéu e conquistar a Supercopa da Espanha pela 10ª vez.

Como havia vencido no Camp Nou por 3 a 1, partida marcada pela expulsão do craque português, o clube merengue podia perder por até dois gols de diferença, mas não deu chances para o Barça e ainda aprofundou a crise no arquirrival, que vem sendo cobrado para fazer grandes contratações desde a saída de Neymar.

 

Logo aos três minutos de jogo, o jovem Marco Asensio, com um belo chute de fora da área, superou o goleiro Ter Stegen e praticamente enterrou as chances catalãs. Já no fim do primeiro tempo, Karim Benzema fechou o placar.

O resultado da Supercopa da Espanha confirma a força do Real Madrid, atual vencedor da Liga dos Campeões da Europa, e acende o sinal de alerta no Barcelona, que busca um jogador de renome para substituir Neymar.

O clube blaugrana já tentou Philippe Coutinho (Liverpool), Paulo Dybala (Juventus), Kylian Mbappé (Monaco) e Ousmane Dembélé (Borussia Dortmund), mas até agora não conseguiu fechar com nenhum grande craque.

A contratação mais cara do Barça para a nova temporada foi a do meio-campista brasileiro Paulinho, que custou 40 milhões de euros e gera desconfiança na torcida.

ANSA.


Luxemburgo defende Jair Ventura e pede regras para estrangeiros


O técnico do Sport, Vanderlei Luxemburgo, saiu em defesa de seu colega Jair Ventura, treinador do Botafogo, que afirmou na última segunda-feira (14) que a contratação do colombiano Reinaldo Rueda pelo Flamengo tirava o espaço de profissionais brasileiros e era “muito ruim para o mercado”.

Para Luxa, as críticas de Jair não foram à contratação específica de Rueda, e sim à “estrutura do futebol brasileiro”. O treinador de 65 anos cobrou “respeito” e direitos iguais para os técnicos brasileiros, que, segundo ele, não possuem em seus contratos as mesmas condições que os estrangeiros.

“O técnico brasileiro aqui, hoje, na sua grande maioria, não tem o privilégio que os estrangeiros têm, de colocar uma multa rescisória no contrato se forem mandados embora. Os brasileiros estão tendo multa de um salário pela CLT. Então, por que fazem essa diferença no contrato? Queremos respeito”, escreveu Luxemburgo em sua página no Facebook.

Nesta terça-feira (15), Jair mudou o tom de suas declarações e afirmou que não é contra a contratação de treinadores estrangeiros no Brasil. O técnico do Botafogo disse que foi mal interpretado e que suas críticas foram às dificuldades que os profissionais brasileiros enfrentam ao tentar trabalhar no exterior.

Confira o texto de Luxemburgo na íntegra:

“Sobre esse assunto que dominou o noticiário hoje [terça-feira], o primeiro ponto é o seguinte: quero desejar ao [Reinaldo] Rueda todo sucesso no Brasil. Que ele seja muito bem-vindo ao nosso país e que consiga repetir os bons trabalhos que fez por onde passou, em clubes e seleções, além de trazer coisas novas para o nosso conhecimento. Os comentários do Jair [Ventura] não foram em relação ao treinador Rueda, e sim à estrutura do futebol brasileiro. Eu entendi bem o que ele quis dizer.

E não é corporativismo, é uma questão conceitual. Por ter vivido fora do Brasil essa expectativa, é muito importante eu comentar, pegando esse gancho do Jair, que é um menino. Quando se tem opiniões fortes e você as torna públicas, você está sujeito a críticas e a elogios. E algumas pessoas, que acham que são donas da verdade, já são costumeiras em denegrir a imagem de treinador de futebol.

O que eu penso sobre isso? O técnico estrangeiro pode vir ao Brasil, mas ele tem que seguir as normas que teriam que existir no futebol brasileiro. Para eu ser técnico do Real Madrid e ser aceito, a CBF teve que enviar para o clube e para a federação espanhola o meu currículo e confirmar que eu era técnico no Brasil.

Cheguei na Espanha e a associação de técnicos teve que me aceitar e me dar permissão para trabalhar lá. E eu tive que pagar 3% do meu salário para a associação me conceder esse direito de eu poder exercer minha função. Mas a associação protege o técnico. A partir do momento em que fui mandado embora, entraram as regras do contrato estabelecidas em pagar a multa, e o Real só pôde colocar outro técnico no meu lugar depois que cumpriu com todos os compromissos de contrato comigo. E temos que criar isso aqui no Brasil também. O técnico aqui não pode trabalhar em mais de dois clubes na mesma divisão, como acontece lá. Tem que criar regras como essa.

O que queremos no Brasil? Que se crie uma norma, em que os técnicos estrangeiros podem e devem vir ao Brasil, mas há de se ter um critério. A CBF tem que anuir os contratos dos treinadores e criar uma norma, para que os estrangeiros tenham que seguir as regras do futebol brasileiro. E hoje não tem norma nenhuma. Temos que reivindicar esse direito de criar uma regra estabelecida para os técnicos.

O técnico brasileiro aqui, hoje, na sua grande maioria, não tem o privilégio que os estrangeiros têm, de colocar uma multa rescisória no contrato se forem mandados embora. Os brasileiros estão tendo multa de um salário pela CLT. Então, por que fazem essa diferença no contrato? Queremos respeito.

A associação tem que criar as regras e quem vem de fora precisa cumprir. Acho legal essa troca de informação com técnicos estrangeiros. E não está fechado o mercado pra gente lá fora. Nós podemos ter o nosso curso bem feito aqui e trabalhar no exterior, como o deles também tem que ser aceito aqui no Brasil. Mas é preciso se preparar bem e ter qualidade para tal. A CBF tem que estar junto nesse processo. Os cursos que fazemos aqui têm que ser reconhecidos mundialmente em todas as federações, de todos os países. E a CBF tem que fazer com que isso se torne uma realidade, para termos o privilégio de trabalhar em qualquer outro lugar.

O Jair colocou a questão dessa forma e acho importante caminharmos juntos. Não é questão de proibição, e sim filosófica, não é algo específico contra ninguém. E estarei na CBF na próxima segunda-feira [21] para discutir sobre isso com a entidade e toda a nossa classe. E que, a partir desse encontro, se estabeleçam essas regras.”

Folhapress.


Messi, CR7 e Buffon disputam prêmio de melhor da temporada da Uefa


A Uefa anunciou nesta terça-feira que o goleiro italiano Gianluigi Buffon, da Juventus, e os atacantes Lionel Messi, do Barcelona, e Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, são os três finalistas do Prêmio Melhor Jogador da Europa da última temporada, distribuído pela entidade continental.

A partir da temporada 2011/2012, quando a premiação foi remodelada, Cristiano Ronaldo levou o prêmio de melhor jogador do futebol europeu duas vezes, nas temporadas 2013/2014 e 2015/2016, mesmo número de conquistas de Messi nesse período. Assim, o português pode desempatar a disputa com o argentino.

Cristiano Ronaldo brilhou na última temporada na vitoriosa campanha do Real Madrid na Liga dos Campeões, sendo o artilheiro da competição com 12 gols marcados, um a mais do que Messi, que caiu nas quartas de final com o Barcelona, para a Juventus. O time de Turim, aliás, avançou até a decisão, quando perdeu por 4 a 1 para o Real. Até então, o seu sistema defensivo, liderado por Buffon, só havia sido vazado três vezes na competição.

A relação dos finalistas se deu através da votação de um júri formado pelos 80 técnicos das equipes que participaram da fase de grupos da Liga dos Campeões e da Liga Europa na última temporada, além de 55 jornalistas, sendo um de cada país-membro da Uefa.

Além de apontar os finalistas, a Uefa também revelou os outros jogadores que ficaram entre os dez primeiros colocados, sendo que nenhum deles é brasileiro. Luka Modric foi o quarto colocado, seguido por Toni Kross, seu companheiro de equipe no Real Madrid. E a relação é completada por Paulo Dybala, da Juventus, Sergio Ramos, também do Real, Kylian Mbappé, do Monaco, Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, e Zlatan Ibrahimovic, do Manchester United.

A entrega do prêmio ao vencedor ocorrerá na próxima semana, em 24 de agosto, quando serão sorteados os grupos da próxima edição da Liga dos Campeões da Europa, em evento marcado para Mônaco. A premiação da Uefa também vai agraciar os melhores goleiro, defensor, meio-campista e atacante da última Liga dos Campeões.

No dia seguinte, quando serão sorteados os grupos da Liga Europa, a Uefa premiará o melhor jogador da última edição do torneio. Os três finalistas são do Manchester United, que faturou o título da competição: Zlatan Ibrahimovic, Henrikh Mkhitaryan e Paul Pogba.


Lugano tem mais cartões amarelos do que partidas jogadas no Brasileirão


O zagueiro Diego Lugano voltou a receber um cartão amarelo enquanto estava no banco de reservas do time são-paulino. O fato voltou a se repetir no último domingo, no Morumbi, durante a vitória do São Paulo sobre o Cruzeiro por 3 a 2 na partida válida pela 20ª do Campeonato Brasileiro, a primeira do segundo turno.

O uruguaio foi advertido por invadir o campo na comemoração do gol de Hernanes no primeiro tempo. Com este, já são três cartões recebidos pelo jogador enquanto ele figura entre os suplentes nas últimas cinco rodadas do torneio nacional.

Os outros dois foram contra Vasco (15ª rodada) e Coritiba (18ª), ambos por reclamação. Ainda antes disso, o jogador já havia recebido dois cartões amarelos no Brasileirão, estes em campo, contra o Atlético-PR (9ª) e Fluminense (10ª).

Com isso, o zagueiro já soma cinco cartões amarelos, sendo que contabiliza apenas quatro aparições em campo neste Brasileirão. Por ter cumprido suspensão depois do duelo contra o Vasco, agora Lugano volta a estar pendurado no São Paulo.

A situação é ainda mais incômoda porque o zagueiro não vem sendo utilizado em campo há nove rodadas. Sua última atuação com a camisa tricolor foi na 11ª rodada do Brasileirão, na derrota para o Flamengo por 2 a 0, no estádio Luso-Brasileiro, no Rio.

Lugano teve uma renovação polêmica de contrato com o São Paulo, definida nos últimos dias de junho. A possibilidade de voltar ao time titular a curto prazo são remotas, já que Dorival elegeu Arboleda e Rodrigo Caio como titulares. Contra o Bahia, quando o brasileiro cumpria suspensão, o técnico escolheu Militão para substituí-lo. E, antes de Lugano, o treinador ainda tem como opção Aderllan, que ainda não jogou pelo São Paulo, mas foi relacionado pela primeira vez contra o Cruzeiro.


‘Vamos buscar a reação que o Fla necessita’, diz Rueda em apresentação


Reinaldo Rueda assinou contrato com o Flamengo até dezembro de 2018 e foi apresentado na noite desta segunda-feira (14), no CT Ninho do Urubu, no Rio de Janeiro. Motivado pela primeira oportunidade no futebol brasileiro, o atual técnico campeão da Copa Libertadores destacou a felicidade pelo novo trabalho e o desafio de recuperar o time da Gávea.

“[Estou] Muito feliz de estar aqui nessa grande instituição e aproveitando a oportunidade. Vamos buscar a reação que o Flamengo necessita. É um orgulho e uma satisfação ser técnico do Flamengo. O desafio é altíssimo, mas esperamos cumprir com as expectativas. Temos muita paixão e compromisso”, afirmou.

Reinaldo Rueda tem 60 anos e iniciou a carreira de técnico em 1993. Ele treinou as equipes colombianas Cortuluá, Deportivo Cali e Independiente Medellín antes de passar por algumas seleções nos anos 2000. Por pouco não classificou a Colômbia para a Copa do Mundo de 2006.

O técnico, inclusive, tem duas Copas no currículo. Dirigiu a modesta seleção de Honduras em 2010. Depois, iniciou o ciclo que colocou o Equador no Mundial do Brasil de 2014. Terminou o torneio com uma vitória, um empate e uma derrota. O grupo tinha França, Suíça e Honduras.

A maior glória de Reinaldo Rueda foi realmente no ano passado, quando levou o colombiano Atlético Nacional ao título da Copa Libertadores. O time fez excelente campanha e apresentou um futebol envolvente, o que contribuiu para o nome do técnico despontar entre os torcedores brasileiros.

Rueda era um sonho antigo do Flamengo. Quando Muricy Ramalho se retirou por problemas de saúde no ano passado, o colombiano esteve entre os preferidos da diretoria para assumir o cargo. Não houve acordo na época. Demorou, mas o namoro terminou com um final feliz. O técnico tem o apoio de boa parte da torcida e uma oportunidade para brilhar no futebol brasileiro.

Folhapress