Inep rebate Bolsonaro: ‘Não é o Governo que manda no Enem’

A primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018, aplicada no último domingo (4), rendeu uma série de críticas contra o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), realizador do exame. O presidente eleito Jair Bolsonaro também se posicionou nas redes sociais, dizendo que vai fiscalizar a prova de 2019 … Leia Mais


Governo decide que ensino religioso deve voltar a compor Base Nacional Curricular

O Ministério da Educação decidiu reincorporar o ensino religioso na Base Nacional Comum Curricular (BNCC). A disciplina havia sido retirada da última versão da BNCC referente à educação infantil e ao ensino fundamental. De acordo com o jornal O Globo, uma decisão recente do Supremo Tribunal Federal, que considerou constitucional a oferta da disciplina nas … Leia Mais


Preparação para o vestibular

A boa preparação é o fator determinante para o sucesso no vestibular. Porém, é preciso saber o estilo de prova que você terá de fazer, pois cada uma tem a sua especificidade. Por exemplo, quem irá buscar cursos nas áreas humanas, as provas privilegiam questões discursivas, outras destacam disciplinas como a matemática e a física. … Leia Mais



Dirigentes Municipais do Vale do Jiquiriçá se reúnem na UFRB em Amargosa

Na manhã desta terça-feira (31) a Comissão responsável pela elaboração de uma proposta de Mestrado em Educação ou Ensino do Centro de Formação de Professores (CFP) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), campus Amargosa, em parceria com o Fórum dos Secretários de Educação dos Municípios do Vale do Jiquiriçá (EDUCAVALE) e Undime, recebeu … Leia Mais


Soluções para os atuais desafios de educar

Livro conta com 22 profissionais abordando diferentes assuntos sobre a educação.


Nenhuma criança chega ao mundo com manual de instruções. Mas é possível buscar soluções para os desafios que pais e professores enfrentam no dia a dia. Essa é a proposta do livro “O Desafio de Educar – O educar hoje!”. Organizado pela coach e psicóloga clínica Lívia Marques, a obra conta com a participação de 22 profissionais das áreas de saúde e educação. 

A obra propõe soluções para os atuais desafios ligados a educação que pais e professores enfrentam no dia a dia.

 
Segundo Lívia, a proposta do trabalho é levar diferentes assuntos e abordagens dentro do contexto da educação, como, por exemplo, autismo, Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), dependências tecnológicas, o jovem no contexto da graduação, pais malabaristas, gestão escolar, entre outros.
 
A organizadora explica que a leitura é voltada para todas as pessoas que convivem e trabalham com crianças e adolescentes. “Ou seja, é para o pai, mãe, avô avó, professor, pediatra todos que lidam com esse público”.
LEIA TAMBÉM: ARTIGO: Cuidar da educação é investir em segurança
 
– No livro explicamos aos leitores que não há uma receita de bolo para a educação. Não há uma só fórmula, mas, sim, várias opiniões e julgamentos.  Queremos mostrar que cada lar é uma realidade diferente. Cada família é um cenário distinto da vida. – ressalta.
 
Ficha técnica:
Livro: O Desafio de Educar – O educar hoje!
Editora: Conquista Editora
Páginas: 232 páginas
Preço: R$ 50,00
Link para comprar: Facebook/Psicologaliviamarques
Contato para comprar: (21) 997136690

Uso de jogos digitais eleva em 30% o desempenho em matemática em escola pública de SP

Nível de aprovação dos alunos da Estadual Henrique Dumont Vilares evoluiu de 57,6% em 2016 para 84,8% em 2017, um resultado bem acima da média estadual, que ficou em 51,3% no último ano


A Estadual Henrique Dumont Vilares, de São Paulo (SP), registrou um aumento de quase 30% no desempenho de seus alunos em matemática no último ano em comparação com o exercício anterior, segundo o Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp). Um dos principais motivos foi a implantação do sistema de jogos digitais para o ensino da disciplina durante o ano letivo de 2017.

O desempenho dos alunos do 3º ano na disciplina evoluiu de 57,6% em 2016 para 84,8% em 2017, um resultado bem acima da média estadual, que ficou em 51,3%, de acordo com o Saresp. O índice é aplicado pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo por meio de provas de conhecimento, com a finalidade de produzir um diagnóstico da situação da escolaridade básica paulista em Língua Portuguesa, Matemática, Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Redação. Os resultados integram o cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo (Idesp), que tem a Dumont Vilares como a primeira colocada.

O sistema de jogos matemáticos da EE Henrique Dumont Vilares foi desenvolvido e fornecido pela startup israelense Matific, especializada em gamificação para o ensino da matemática da educação infantil até o sexto ano. A mesma ferramenta é utilizada atualmente por cerca de 100 mil alunos da rede pública e privada no Brasil, somando mais de 260 colégios.

A plataforma da Matific conta com 1,6 mil jogos pedagógicos alinhados com o currículo escolar de cada região do País. A empresa também disponibiliza cerca de 600 planos de aula para contribuir com a organização da aula, além de relatórios de desempenho dos alunos de forma automática e em tempo real. O programa é online e tem atualizações a cada seis semanas, com acréscimo de jogos e outras funcionalidades.

“Ensinar matemática por meio da gamificação substitui a visão negativa de que a disciplina é chata e difícil. A tecnologia educacional, quando bem aplicada e alinhada ao pedagógico, é uma grande ferramenta para os educadores e, ao mesmo tempo, se aproxima da realidade de uma geração que está acostumada com os sistema digitais”, acrescenta Dennis Szyller, diretor da Matific no Brasil.

Jogos tiram a ideia de que matemática é “chata e difícil”

Segundo uma pesquisa recente com 537 professores do ensino fundamental, feita pela Matific no segundo semestre de 2017, o uso de jogos educacionais para o aprendizado da matemática tira a ideia de que a disciplina é “chata e difícil” e aumenta o envolvimento dos alunos na matéria.

É o que disseram cerca de 90% dos professores consultados pela Matific. De acordo com a sondagem, 64,8% dos entrevistados afirmam que o uso das tecnologias educacionais também reduz a ansiedade dos alunos em relação à matemática.

A pesquisa mostrou ainda que 98,3% dos professores aceitariam usar mais plataformas tecnológicas para complementar o cronograma de aulas, embora 42,3% afirmem não receber treinamento algum do colégio. Porém, apenas 8% dizem ter dificuldade em utilizar sistemas digitais em salas de aula.

Sobre a Matific (https://www.matific.com/bra/pt-br)
A Matific é uma empresa startup Israelense que desenvolveu um premiado sistema educacional de matemática, projetado por uma equipe de especialistas e professores de matemática, engenheiros de software e desenvolvedores de jogos. A pedagogia é baseada no trabalho do professor Raz Kupferman da Universidade Hebraica (Hebrew University) em Jerusalém, e do professor Shimon Schocken do Centro Interdisciplinar de Herzelia. O sistema Matific é adotado em mais de 40 países, com um milhão de alunos, três milhões de jogos executados por mês e diversos prêmios internacionais por sua pedagogia e tecnologia. Agência Health.


Prouni divulga listas de aprovados


resultado do Programa Universidade para Todos (Prouni) será divulgado nesta quarta-feira (14), no site.

Para garantir as vagas em que foram pré-aprovados, os candidatos devem comprovar os dados pessoais informados na inscrição entre os dias 15 e 23 de fevereiro, na universidade onde estudarão.

O G1 destaca que o Prouni oferece 242.987 bolsas de estudo em 2.976 instituições de ensino particulares. Dessas, 113.863 são integrais e 129.124, parciais.

No dia 2 de março, haverá a divulgação de uma 2ª lista de aprovados. Caso o candidato não seja aprovado novamente, poderá manifestar interesse em participar da lista de espera entre os dias 16 e 19 de março, no site do Prouni.


Sem Educação não há futuro!

LBV apoia famílias para que crianças, adolescentes e jovens sejam motivados a frequentar a escola. 


Ao longo de seus quase 70 anos de existência, a Legião da Boa Vontade (LBV) tem promovido uma série de ações permanentes em favor da Educação, com vista ao combate aos índices de analfabetismo, de evasão escolar, de trabalho e exploração infantil e de pobreza no país. Para tanto, a Instituição auxilia os pais que não dispõem de recursos financeiros para a compra dos materiais escolar e pedagógico; empreende atividades que motivam crianças e adolescentes a frequentar a escola e a continuar os estudos; oferece oportunidades de aprendizagem a jovens e adultos; realiza capacitação de educadores; presta assessoramento a unidades de ensino; e propicia a famílias o acesso à informação, orientação e acompanhamento social.

Em suporte a todas essas ações, a LBV realiza, anualmente, a campanha Criança Nota 10 — Proteger a infância é acreditar no futuro!, que, em 2018, entregará mais de 22 mil kits de materiais escolar e pedagógico, nas cinco regiões brasileiras. Ainda neste período do ano, a Instituição doa conjuntos completos de uniforme a milhares de crianças, adolescentes e jovens de famílias em situação de vulnerabilidade os quais participam das atividades em suas escolas de Educação Básica e em seus Centros Comunitários de Assistência Social, localizados em diversas cidades do país.

A entrega dos kits ocorre sempre em fevereiro e março, e serão beneficiados com as doações alunos das escolas de Educação Básica da Legião da Boa Vontade — incluindo os que cursam a modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA) —, crianças e adolescentes de 6 a 15 anos de idade que participam dos programas socioassistenciais desenvolvidos nos Centros Comunitários da LBV, bem como estudantes atendidos por organizações parceiras da Entidade.

Para angariar as doações, a LBV conta com a solidariedade do povo brasileiro e a mobilização de colaboradores, voluntários, amigos e parceiros. Os donativos para a campanha podem ser feitos pelo site www.lbv.org ou pelo tel. 0800 055 50 99. Outras informações, basta acessar o perfil da LBV no Facebook, no Instagram e no Youtube, por meio do endereço “LBVBrasil”.

 


Lista de aprovados no SISU é divulgada


O resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foi divulgado nesta segunda-feira (29), no site http://sisu.mec.gov.br/. Estão disponíveis as listas de aprovados de cada curso das 130 instituições participantes.

Em minutos, o sistema já apresentava instabilidade, como é possível ver no aviso abaixo, que apareceu às 9h07. O MEC afirmou que a equipe de manutenção está resolvendo o problema e que é possível acessar os resultados pelo link http://sisualuno.mec.gov.br. Basta preencher com o número de inscrição e a senha de acesso.

A primeira chamada também pode ser consultada nas páginas das universidades que integram o programa e na central de atendimento do Ministério da Educação (MEC), pelo número 0800-616161.

Aqueles que forem selecionados devem verificar, junto à instituição em que foram aprovados, qual o local, o horário e os documentos necessários para a matrícula. O prazo para efetivá-la vai do dia 30 de janeiro ao 7 de fevereiro.

Listas de espera

Podem tentar participar da lista de espera aqueles que:

  • não forem selecionados em nenhuma das duas opções de curso na chamada regular;
  • ou os que tenham sido convocados para a segunda opção.

Caso o candidato queira tentar, deve entrar em seu boletim de notas entre os dias 29 de janeiro e 7 de fevereiro e clicar no botão correspondente à “confirmação de interesse em participar da lista de espera”. O sistema irá emitir uma notificação avisando que a solicitação deu certo.

Os resultados serão publicados pelas próprias instituições de ensino a partir do dia 9 de fevereiro – e não pelo site do Sisu. É importante, portanto, que cada candidato acompanhe as convocações feitas pela universidade em que busca estudar.

Calendário do Sisu 2018

  • Inscrições: de 23 de janeiro até as 23h59 de 26 de janeiro
  • 1ª chamada: 29 de janeiro
  • Matrículas dos aprovados na 1ª chamada: de 30 de janeiro a 7 de fevereiro
  • Manifestação de interesse na lista de espera: de 2 de fevereiro até as 23h59 de 7 de fevereiro
  • Resultados das listas de espera: a partir de 9 de fevereiro. G1