”A lenda acabou”, ‘lobisomem’ de Caiçara é identificado

A lenda do lobisomem de Caiçara definitivamente acabou. O suposto bicho teria sido visualizado nas cidade de Serra de São Bento, no Rio Grande do Norte, também em São José da Tapera, em Martins, no Rio Grande do Norte, em Araçagi e Caiçara na Paraíba. Nas últimas semanas vídeos começaram a circular nas redes sociais … Leia Mais



Noni e graviola curam o câncer? Inca esclarece boatos

Para desmentir boatos ou “fakes” sobre alimentos e dietas que podem curar o câncer, o Instituto Nacional do Câncer (Inca), vinculado ao Ministério da Saúde, lançou uma cartilha que esclarece quatro boatos. O guia “Dietas Restritivas e Alimentos Milagrosos Durante o Tratamento do Câncer: Fique fora dessa!”, aborda informações incorretas que circulam em mensagens nas … Leia Mais




É #FAKE que voto é anulado se eleitor escolher apenas presidente e votar em branco para os outros cargos


Circula no WhatsApp uma mensagem que diz que o voto é considerado parcial e é anulado quando o eleitor vota somente no presidente e em branco nos demais candidatos a outros cargos (governador, deputado federal, deputado estadual e senador). De acordo com a mensagem, o voto só é computado como válido se for “completo”. A mensagem é #FAKE. A resolução 23.554, que dispõe sobre os atos preparatórios para as eleições de 2018, afirma que se o eleitor confirmar pelo menos um voto, deixando de concluir a votação para os demais cargos, o presidente da mesa receptora de votos o alertará sobre o fato, solicitando que retorne à cabine e conclua a votação. Se o eleitor se recusar, o presidente da mesa deverá, utilizando-se de código próprio, liberar a urna a fim de possibilitar o prosseguimento da votação, sendo considerados nulos os votos não confirmados, e entregar ao eleitor o respectivo comprovante de votação. O voto já digitado, porém, é aceito. Neste ano, o voto para presidente é o último a ser digitado na tela. Ou seja, é preciso que o eleitor, de toda forma, vote para os outros cargos antes. E o voto em branco é permitido.

Tribunal Superior Eleitoral

Procurado, o Tribunal Superior Eleitoral reforça que não é verdadeira a afirmação que um voto depende do outro para ser computado. O TSE explica, em nota, que o voto em branco ocorre quando o eleitor escolhe a opção da tecla específica de cor branca e confirma na urna eletrônica. Já o voto nulo ocorre quando o eleitor digita um número que não corresponde a nenhum candidato ou partido político oficialmente inscrito. Tanto o voto nulo como o voto em branco não são considerados na soma dos votos válidos, ou seja, não são contabilizados, sendo apenas registrados para fins de estatística. Se um eleitor votar só em presidente e votar em branco nos outros, o voto para presidente é considerado válido e os demais são computados, mas não são considerados na soma dos votos válidos. O Glossário Eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) explica que o voto em branco é aquele em que o eleitor não manifesta preferência por nenhum dos candidatos. Para votar em branco, basta pressionar a tecla “branco” na urna e, na sequência, a tecla “confirma”.

Veja o texto da mensagem:

“Só um aviso aqui, galera. Ontem passei pelo treinamento para os trabalhos para a justiça eleitoral no próximo dia 7. Lembrem-se de votar em todos os candidatos. Se votar só em Presidente, e votar em branco nos outros, o voto é tido como voto parcial. Logo, seu voto é anulado. Só computa voto válido quando o voto é completo. Questionei isso lá, dizendo que a sociedade não tinha ciência de que voto parcial não é computado como voto válido. Questionei indignado, mas a instrutora foi bem clara em dizer que não era computado. Logo, vamos ficar esperto. Se tiver mais alguém aqui que vá trabalhar e eles tocaram nesse assunto, se manifeste.” (G1/Ba)


Homem traído recebe R$1,431.00 de auxilio doença do INSS por ser corno? Verdade ou fake?


Uma notícia, publicada pelo site Amazoniaqui e compartilhado por outros milhares em todo o Brasil, diz que um homem teria sido traído 800 vezes e que por esse motivo, o INSS teria lhe concedido beneficio de R$1,431.00, referente ao auxilio doença. Veja a seguira a suposta notícia. 

“O fato aconteceu em Marabá, município do Pará, mas só agora foi publicado pela rede social do Facebook. Um homem conhecido como  Amarildo Ferreira Cavalcante, de 48 anos, ganhou o direito de receber o Auxílio-doença do INSS por ser corno. Segundo Amarildo, sua mulher já lhe traiu mais de 800 vezes, e sua vida de corno tem lhe feito passar por situação de Humilhação e Constrangimento no Trabalho, e por onde anda é motivo de piada e por isso não consegue sair de casa e nem conviver em sociedade e andar em publico. A mulher de Amarildo informou que tudo não passa de coisa da cabeça do homem, que o ele bebe muito e no dia seguinte, diz para todo mundo que não se lembra de nada, e por isso as pessoas ficam lhe chamando de corno mas tudo não passa de mentira, de coisas que colocam na cabeça dele, e que ela é fiel e nunca traiu Amarildo. As informações aponta que Amarildo,recebeu o valor total  pelo INSS foi de R$1,431.00 por mês, durante tempo indeterminado,segunda informação o caso tem causado revolta de outras pessoas que tiverem Auxílio-doença negado pelo INSS.”

Notícia como essa não teria outro resultado a não ser viralizar, mas não é bem assim, as informações são falsas, tratando-se de um Fake News, em nota o INSS informou que não paga qualquer tipo de beneficio a nenhum brasileiro nessas circunstâncias.

Nos últimos anos, as notícias falsas passaram a ganhar destaque maior que as que tem fundamento, os títulos sempre são apelativos, e seu conteúdo frágil de informações.


É #FAKE mensagem que diz que a PRF iniciou monitoramento de rodovias com drones


Circula nas redes sociais uma mensagem que alerta as pessoas sobre a Polícia Rodoviária Federal ter dado início ao monitoramento de rodovias com o uso de drones. Mas ela é #FAKE. A Polícia Rodoviária Federal diz que a mensagem não é verdadeira. “A mensagem é falsa. Ainda não estamos usando drones para monitorar sistematicamente as rodovias federais”, diz a corporação. Um boato também envolvendo drones já havia se espalhado nos últimos meses com um vídeo que mostrava um possível novo modelo de drone da PRF. Segundo a PRF, há, de fato, um programa de testes com drones em alguns estados, como em Mato Grosso do Sul e no Rio Grande do Sul. Mas o programa ainda está em fase de regulamentação. A PRF diz que não tem “nenhuma previsão de data” para implementar essa ferramenta na fiscalização. Ou seja, não há multas sendo aplicadas desse modo nas BRs citadas. A corporação diz, no entanto, que os drones são uma opção “aérea de observação com boa eficiência e custo relativamente baixo” e que podem, no futuro, “ampliar as possibilidade de monitoramento” das rodovias. A PRF ressalta ainda que, apesar de todo o início da mensagem ser falso, as dicas no final dela são importantes e devem ser seguidas, independentemente de haver ou não fiscalização.

Veja o texto da mensagem compartilhada:

A Polícia Rodoviária Federal deu início ao monitoramento de rodovias com o uso de drones. As rodovias que já encontram-se sob monitoramento são as BRs 116, 101, 381, 324, 040, 153, 407 Tenha atenção nas estradas, respeite as sinalizações, mantenha os faróis ligados, use o cinto de segurança e não fale ao celular enquanto dirigir. Compartilhe a informação. Voz da Bahia.