Gandu: Ônibus perde freio, atinge carros e invade comércio

Um ônibus desgovernado invadiu um estabelecimento comercial no inicio da tarde desde sábado (20), em Gandu. Apesar dos danos, ninguém ficou ferido.   De acordo o motorista do ônibus, o veículo que trasportava 10 passageiros para a cidade de Nova Ibiá, acabou perdendo freio em uma ladeira que liga a rua Manoel Libânio da Silva … Leia Mais


WhatsApp bloqueia 100 mil pessoas por uso irregular do aplicativo

O WhatsApp anunciou o bloqueio de 100 mil pessoas por uso irregular do aplicativo. De acordo com informações da Folha de S. Paulo, a medida foi tomada como forma de conter casos de desinformação, spam e disseminação de notícias falsas. Nesta sexta-feira (19), o senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), … Leia Mais



ACM Neto diz que pedido para investigar Bolsonaro é ‘atitude de perdedor’

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), disse que é “atitude de perdedor” o pedido de investigação feito pelo PT ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra o candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSL). A informação é Correio. Na ação, a coligação de Fernando Haddad pediu a inelegibilidade de Bolsonaro para os próximos oito … Leia Mais


Vox Populi aponta números diferentes entre Bolsonaro e Haddad

Pesquisa Vox Populi divulgada nesta sexta-feira (19) na reta final do segundo turno das eleições presidenciais aponta o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) com 54%, enquanto o petista Fernando Haddad aparece com 46% dos votos válidos na espontânea. Na pesquisa estimulada, quando são mostrados os nomes dos candidatos, o petista tem 47% dos votos válidos, contra … Leia Mais


Polícia Federal apreende material de campanha de João Doria em São Paulo


Por ordem do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), a Polícia Federal apreendeu nesta sexta-feira (19) material de campanha do candidato ao governo do estado, João Doria (PSDB).

A decisão aponta que os adesivos apreendidos  não têm CNPJ do responsável pela sua confecção ou da gráfica que o produziu, além de dimensão e tiragem.

A Lei Eleitoral estipula que todo material impresso de campanha deve ter, entre outras informações, o número de inscrição no CNPJ ou o número de inscrição no CPF do responsável pela confecção, assim como a tiragem. Ela diz ainda que o infrator pode responder por abuso do poder.

BN


Ex-companheiro mata mulher a facadas em Juazeiro


Uma mulher foi morta a facada, na manhã desta sexta-feira (19), na cidade de Juazeiro, no norte da Bahia. Segundo informações do blog do Geraldo José, o crime ocorreu na rua do Limoeiro, no Residencial São Francisco.

Quele Sabrina Chaves Santos, 34 anos, sofreu golpes de faca dentro da própria residencia, no momento ela estava preparando o filho para ir para escola.

O acusado pelo crime é o ex-companheiro da vítima, o mototaxista, Cleiton Adriano Ribeiro dos Santos/

O caso é investigado pela Polícia Civil e deve ser enquadrado como feminicídio.


Loja de eletrodomésticos é arrombada no Centro de Amargosa


Uma loja de eletrodomésticos  localizada próximo a praça Lourival Monte foi arrombada durante a madrugada desta sexta-feira(19), no Centro da cidade de Amargosa. A Polícia Militar foi acionada, porém não há pistas dos suspeitos.

Os criminosos entraram pelo forro da Loja e furtaram dois aparelhos eletrônicos, um deles um aparelho de TV. O prejuízo total não foi divulgado. A Polícia Civil busca imagens de câmeras de segurança de estabelecimentos para tentar identificar os suspeitos. Se você tiver informações sobre a identificação dos elementos, entre em contrato com a Polícia pelo 190. Amargosa News.


Pai e filho são resgatados de trabalho escravo em fazenda do pai de Luiz Argôlo


Auditores fiscais do Ministério Público do Trabalho (MPT) resgataram, nesta semana, um homem e o filho dele, que eram mantidos em condições análogas às de escravidão na Fazenda Riachão, em Entre Rios, de propriedade do pai do ex-deputado federal Luiz Argôlo, Manoelito Argôlo dos Santos. Manoelito é ex-prefeito da cidade de Entre Rios. Argôlo cumpre pena de 11 anos e 11 meses em regime fechado após condenação na Operação Lava-Jato.

A equipe de fiscalização encontrou diversas irregularidades, como trabalho sem carteira assinada. O homem vivia com o filho em um alojamento com péssimas condições de saúde e higiene, sem água potável. Eles tinham que usar a água suja de um poço, armazenada em vasilhames de óleo reaproveitados.

No alojamento onde viviam, havia gambiarras elétricas, manchas de fezes de morcegos nas paredes e banheiro contendo apenas um vaso sanitário sem descarga. Não havia local para armazenar alimentos, o que obrigava os dois moradores a usar arames para pendurar a comida em sacos, de modo a protegê-la de roedores. O empregado teve que levar colchões e roupas de cama próprios, pois o empregador não os fornecia.

Além da fazenda Riachão, a equipe foi ao Rancho Alegre, também em Entre Rios, e não encontrou o proprietário que foi visto na região, mas não apareceu para falar com os fiscais. Ao entrevistar os 15 empregados, os auditores detectaram diversas irregularidades, que cabem auto de infração e aplicação de multas.

As propriedades têm pista de pouso e hangar para aviões. Ao lado da casa da família na sede da fazenda Rancho Alegre, há um grande parque de exposições, que leva o nome de seu proprietário, político influente na região e que se notabilizou pelas festas e os leilões de gado.

Os trabalhadores não tinham equipamentos de proteção, ninguém fazia exames médicos ocupacionais e alguns recebiam menos do que um salário mínimo. Também não era feito o recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e ninguém tirava férias. Os relatos dos trabalhadores falam de até 30 anos nessas condições de trabalho.

O valor total devido aos empregados pela fazenda supera os R$ 150 mil. Uma reunião foi realizada ao fim da tarde de quinta-feira (18) com os representantes do empregador, que se recusou a regularizar os vínculos e realizar o pagamento dos trabalhadores. Será ajuizada ação civil pública em face do empregador e ele também deverá ser responsabilizado por meio de ação penal.


Ex-vereador é condenado por mandar jogar ácido em ex-cunhada


Conhecido como Beto de Lídio, o ex-vereador Roberto das Neves, de São Sebastião do Passé foi condenado nesta quinta-feira (18), por júri popular, a 11 anos de prisão por mandar jogar ácido na ex-cunhada, em Feira de Santana.

Apontado como autor do ataque, Edson Eduardo Sales Guimarães recebeu pena de 10 anos e 4 meses, de acordo com o G1.

O crime ocorreu em maio do ano passado e os dois já estavam detidos desde então, em cumprimento de prisão preventiva decretada pela Justiça.

Segundo o Ministério Público da Bahia (MP-BA), a vítima, identificada como Maria José de Oliveira Souza, teria sido atacada porque Roberto a culpava pelo fim do relacionamento com a irmã dela, Noemi de Oliveira Souza. Maria sofreu queimaduras graves nos braços e tórax.

Bahia.ba