Residência é assaltada em São Miguel e adolescente é baleada

Uma residência na localidade da Serra do Cruzeiro, zona rural de São Miguel das Matas, foi assaltada neste domingo (27). Três homens encapuzados chegaram a pé, cercaram um bar e invadiram uma residência, roubaram cerca de R$ 700,00, dois celulares e uma quantia que havia em um caça-níquel.   Ao darem fuga deflagraram alguns tiros … Leia Mais


Polícia Militar prende quadrilha no Vale do Jequiriçá

Na última terça-feira (22), por volta das 21h, um cidadão que trabalhava como moto táxi foi fazer um frete na cidade de Mutuípe com destino à Jequiriçá. Quando já se encontravam ao meio do caminho, o indivíduo que fretou a moto estava armado, abordou o condutor e levou a motocicleta. A Polícia Militar da cidade … Leia Mais


Jaguaquara: 40 pessoas estão desabrigadas por conta das fortes chuvas

Nove famílias ficaram desabrigadas, na manhã desta terça-feira (22), por conta da forte chuva que atinge também a cidade de Jaguaquara, no nordeste baiano. De acordo com informações da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, a chuva, que castiga o município desde o sábado (22), deixou 42 moradores do bairro do Casca desabrigadas. Entre os atingidos … Leia Mais


Prefeito de Laje, Emiran do PT integra mesa diretora do Mercovale

O prefeito de Laje, Emiran Feitosa do PT foi eleito neste final de semana em Maracás como 1º Tesoureiro do Mercovale, Fórum dos prefeitos dos municípios que integram a Bacia do Jiquiriçá.   O prefeito de Jaguaquara, Giuliano Martinelli do PP foi eleito o Presidente da entidade depois da desistência de Carlinhos de Mutuípe ao … Leia Mais


Jaguaquara: Servidores protestam por salários

Os servidores públicos de Jaguaquara saíram às na manhã desta quarta-feira (16), para protestar contra o atraso no pagamento do salário de dezembro. De acordo com a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do município do sul baiano, Nilzete Dantas, os trabalhadores cobraram explicações ao novo prefeito, Giuliano Martinelli (PP), sobre a data de pagamento … Leia Mais


Jovem é vítima de homicídio no Bairro de São Roque em Amargosa


thumbsUm homicídio aconteceu na cidade de Amargosa, na noite de domingo (13), por volta das 22h20min, no Bairro de São Roque, no Quebra Viola. A vítima foi um jovem de 20 anos, de prenome Eduardo.

 

Conforme informações de moradores, dois elementos em uma moto de cor e placa não identificada chegaram deflagrando vários tiros contra “Edu” como é mais conhecido, logo quando saia de casa.

 

As informações indicam que a vítima veio a falecer no local. Até o momento não há pistas dos assassinos. (Criativa On Line)


Laje: Falta de água se agrava a cada dia


A situação do abastecimento de água em Laje está se agravando coma escassez de chuva.  O Rio Corta-Mão que abastece a cidade está em situação crítica e já não dispõe de água para manter o abastecimento de forma regular, a não ser que chova com intensidade e o nível se eleve.

Na manhã desta quinta-feira (10), a equipe de reportagem da Rádio Líder FM esteve com sua unidade móvel na Rua da Ladeira (Fonte da Bica) e Rua Senhor do Bom fim (Fonte do Céu), onde constatamos que o estado é muito mais lamentável com a participação dos moradores pegando água em virtude da falta de atendimento da EMBASA.

Como continua sem chover, segundo informações não oficializadas, o abastecimento será feito com água bombeada do Rio Jiquiriçá.

A Embasa vem adotando medidas até agora paliativas, devido à situação crítica, enquanto a chuva não chega e infelizmente a empresa ainda não emitiu se quer uma nota oficial esclarecendo sobre a real situação, o que gera indignação por parte dos moradores. Fonte e foto: Rádio Líder FM/ Laje.


Rio Jiquiriçá! Até quando?


Fotos – Junício Júnior

A forte estiagem que tem assolado a Bahia começa a mostrar resultados no Vale do Jiquiriçá.

O Rio Jiquiriçá nascido na cidade de Maracás , a 365 km de Salvador, banha dez municípios até desembocar na Praia da Barra do Jiquiriçá, na cidade de Jaguaripe-BA no Oceano Atlântico está passando pelo momento mais difícil de sua existência.

Em muitas cidades do Vale o leito do rio já desapareceu completamente e nas que ainda existe o filete de água, evidencia-se uma coloração amarelada e turva e com espuma devido à poluição. A degradação ambiental o desmatamento a não preservação de matas ciliares e a falta de reflorestamento tem contribuído para o Jiquiriçá aos poucos desaparecer.

A cidade de Ubaíra é abastecida pelo Rio Jiquiriçá e por um de seus afluentes e a falta d’água tem acontecido com frequência na cidade após a estiagem, fato semelhante acontece nas cidades de Mutuípe e Jiquiriçá que também são abastecidas pelo Rio Jiquiriçá e pelo afluente Rio Boqueirão, que está completamente seco.

Na orla de Mutuípe centro da cidade a assoreamento do leito do rio fez com que um banco de areia surgisse, a mortandade de peixes tem se tornado frequentes nas cidades de Úbaira e Jiquiriçá por causa ainda desconhecida, a principal suspeita é o aquecimento da água ou a falta de oxigênio causado pela poluição.

A última vez que choveu em grande volume na região foi no dia 4 de novembro de 2012, a parti daí as poucas pancadas de chuvas não deu para molhar a vegetação. Segundo a estação Clima tempo no mês de dezembro a chuva que caiu em Mutuípe não passou de 10mm em anos anteriores os números superam 80mm.

A situação é critica em todo o recôncavo, diversos rios e nascentes em Laje secaram completamente, em São Miguel das Matas a barragem que abastece o município secou e os moradores estão recebendo uma água amarelada em suas residências, Varzedo recebeu recentemente uma nova adutora mais ainda não está em funcionamento devido a não existência de água suficiente para ser transportada.

Se a falta de chuvas continuar, em aproximadamente trinta dias a escassez de água pode ser muito maior devido aos reservatórios que estão com os níveis baixos.

O fato preocupa a sociedade mais ao mesmo tempo acende o alerta para a questão ambiental o reflorestamento e a conscientização no intuito de economizar no consumo de água.

Para os muitos que não acreditam ou simplesmente pouco estão preocupado com o aquecimento global eis a prova que precisamos para pensar em um dia depois de amanhã.


Resultado de anos de degradação começa a ser sentido em São Miguel das Matas


Um levantamento realizado pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI) aponta que a agricultura e o setor de serviços no Estado poderão amargar um prejuízo de até R$ 7,7 bilhões com a seca que assola o Nordeste.

São Miguel das Matas, um pequeno município localizado entre o Vale do Jiquiriçá e Recôncavo Sul Baiano, sente os efeitos de anos de devastação e degradação ambiental ocasionado em grande parte pela pecuária e a monocultura da mandioca.

O setor de criação de animais emerge como um dos dois ou três maiores contribuintes mais significativos para os problemas ambientais graves, em todas as escalas, do local ao global.

A criação de animais deve ser o foco principal da política quando se lida com problemas de degradação dos solos, alterações climáticas, poluição do ar, escassez e poluição de água e a perda da biodiversidade.

Degradação da Terra: O setor da pecuária é de longe o maior usuário de terras. A área total ocupada por pastagens é equivalente a 26 por cento do gelo da superfície terrestre livre do planeta.

Além disso, a área total dedicada às plantações de alimentos representa 33 por cento das terras aráveis. Ao todo, a produção de gado representa 70 por cento de todas as terras agrícolas e 30 por cento da superfície terrestre do planeta.

A expansão da produção de gado é um fator chave para o desmatamento, especialmente na América Latina, onde a maior quantidade de desmatamento está ocorrendo e em São Miguel das Matas não tem sido diferente e o resultado na construção de pastagens desenfreadas começa a ser sentida também por quem sempre agiu irresponsavelmente desmatando e abrindo as várzeas, também conhecida em nossa região como vargens. (Criativa On Line)


Laje: Acidente na BR 420 deixa motorista gravemente ferido


Na tarde desta segunda-feira (07), aconteceu um grave acidente na BR 420 próximo ao Entroncamento de Laje, segundo as informações colhidas no local, um Fiat Uno de P.P JQU 4332 licença de Salvador que estava sendo conduzido por Jadilson Santos, que reside no Loteamento Santana em Laje, capotou várias vezes projetando o mesmo para fora do veículo e deixando-o gravemente ferido.

A vitima foi socorrida direto para o HRSAJ- Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus em estado grave, segundo informações dos profissionais de saúde, o mesmo chegou a quebrar várias costelas e teve vários hematomas na região da cabeça tendo duas paradas cardíacas no trajeto do socorro. Essas e outras informações você confere também em nossa página de vídeo.

Fonte: Rádio Líder FM/Laje.