Adriano é denunciado por tráfico de drogas

Próximo de reiniciar a carreira de futebol no Le Havre, time da segunda divisão da França, o atacante Adriano foi denunciado nesta terça-feira (04) pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, acusado por tráfico de drogas e associação ao tráfico. Além disso, o atleta pode responder por falsificação de documento. A pena prevista por tráfico … Leia Mais


Pedido de Bruno de sair da cadeia para treinar é negado

A Justiça de Minas Gerais negou o pedido da defesa do goleiro Bruno para o atleta deixar a cadeia diariamente para treinar no Montes Claros Futebol Clube, que disputa a segunda divisão do Campeonato Mineiro. O jogador foi condenado a 22 anos de prisão pelo assassinato e ocultação de cadáver de sua ex-amante Eliza Samúdio, … Leia Mais


Aécio repudia manifestações que pedem ‘retrocesso à democracia’

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) criticou as manifestações realizadas no último sábado (1º) em diversas cidades do Brasil pedindo o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e o retorno dos militares. Em entrevista coletiva realizada nesta terça-feira (4), no retorno dele ao Senado após a derrota para Dilma no segundo turno das eleições, Aécio sugeriu … Leia Mais



Problema técnico causou desvio de trem do metrô, diz CCR

A concessionária que administra o metrô de Salvador, CCR, afirmou, em nota, que o trem que se deslocava no sentido Retiro-Acesso Norte, na altura do trecho onde são feitas as obras de ligação entre a Linha 1 e Linha 2, passou por um problema técnico, fazendo com que o último carro da composição mudasse de via, interrompendo … Leia Mais


Saiba o que é proibido e permitido durante as provas do Enem


ENEM - PROVANos próximos dias 08 e 09 de novembro, mais de 8,7 milhões devem fazer as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para evitar que a ansiedade faça o candidato perder pontos ou ser eliminado, confira o que é permitido e proibido nos dias das provas.

Provas: O candidato só poderá deixar o local de prova duas horas depois do início do exame. O caderno de questão, no entanto, só poderá ser levado pelo candidato 30 minutos antes do término das provas.

Proibições: Quando entrar na sala para fazer a prova, o candidato  deverá desligar todo e qualquer aparelho eletrônico que traga consigo, inclusive o celular. O aluno vai receber o um porta-objetos com lacre, para que os objetos e demais materiais proibidos sejam guardados. O porta-objetos deverá ficar embaixo da cadeira até o final das provas e só poderá ser aberto quando o participante deixar o local, sob pena de eliminação. Cada participante deve ter em mãos caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente. A caneta de cor preta é obrigatória para o exame, se o candidato estiver com caneta de outra cor, a leitua ótica sempre comprometida. O participante deverá ter em mãos documento de identificação original com foto, cartão de confirmação da inscrição e alimentos (barra de cereal, água, suco, chocolate, bolachas, entre outros alimentos de fácil consumo). Não há restrição no que se refere às roupas que devem ser usadas. Recomenda-se o uso de roupas leves.Eliminação: Na página especial do Inep para o Enem, há uma série de observações sobre atitudes proibidas durante a realização da prova. Uma delas é realizar qualquer espécie de consulta ou comunicar-se com outros participantes durante o período das provas. Além disso, há materiais proibidos que podem eliminar o participante do exame. É proibido: portar lápis, caneta de material não transparente, lapiseira, borrachas, livros, manuais, impressos, anotações e quaisquer dispositivos eletrônicos, por exemplo: máquinas calculadoras; celulares, smartphones, tablets, pen drives, iPods, gravadores, relógios, alarmes (ou qualquer tipo de transmissor); receptor de dados, imagens, vídeos e mensagens. Também é proibido utilizar óculos escuros e artigos de chapelaria (boné, chapéu, viseira, gorro ou similares); portar armas de qualquer espécie, mesmo que o participante possua autorização; ausentar-se em definitivo da sala de provas antes de decorridas duas horas do início da aplicação e receber quaisquer informações referentes ao conteúdo das provas de qualquer membro da equipe de aplicação do exame ou de outro participante.


Empresa que vendeu ferries gregos funciona em salão de beleza em Portugal


SALAO DE BELEZA - FERRIEA sede da empresa portuguesa Happy Frontier LDA, que vendeu dois ferry-boats gregos por R$ 55,8 milhões ao governo do estado, por meio de licitação, funciona em um salão de beleza, segundo reportagem do Correio desta terça-feira (4). A compra das embarcações já havia sido questionada pelo representante de empresas gregas que desistiram da concorrência, Marcos Espinheira, que encaminhou denúncia ao Tribunal de Contas do Estado (TCE). Relator do processo, o conselheiro do TCE Pedro Lino afirmou , em entrevista ao Bahia Notícias, que havia “fortes indícios de crime” na aquisição dos ferries. A suspeita sobre a sede da empresa que firmou contrato com o governo baiano foi levantada inicialmente pelo professor da Universidade Federal da Bahia (Ufba) Fernando Conceição, em seu blog. De acordo com o Correio, em novembro de 2013, quando vendeu os dois ferries, a Happyfrontier tinha como objeto o “comércio por grosso de electrodomésticos e afins, mobiliário e outros bens e equipamentos para o lar”. A empresa só mudou o objeto social e passou a vender navios a partir de abril deste ano. Na ocasião da compra, a Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) era chefiada pelo vice-governador, também titular da pasta, agora eleito senador, Otto Alencar (PSD). O atual titular da Seinfra, Marcus Cavalcanti, disse desconhecer que a empresa funcione em um salão de cabeleireiros, mas justificou que a legislação brasileira não obriga que o governo vá até a sede da empresa. Ele também afirma que a documentação dos navios, dos proprietários e dos procuradores foi analisada tanto pela pasta quanto pelo Ministério Público (MP), que não viram problema no fato de a Happy Frontier não ter autorização para comercializar navios à época do contrato.


Dirceu sai de Penitenciária com tumulto e empurra-empurra


JOSE DIRCEU - SAINDO DA PRISAOA saída do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu do Centro de Progressão Penitenciária de Brasília na manhã desta terça-feira (4) foi marcada por tumulto e empurra-empurra causado por desentendimentos entre seguranças do ex-ministro e um repórter do programa Pânico na TV, da Rede Bandeirantes. Ele ganhou o direito de cumprir o restante da pena de sete anos e 11 meses em casa, o resto de sua pena. Dirceu bradou à equipe, ainda dentro do complexo, “Você não tem vergonha na cara?”. Quando percebeu que eles não foram embora, o ex-ministro cruzou o portão cercado por dois seguranças que tentavam impedir o repórter de lhe entregar um maço de dinheiro.  Pela tarde, o petista participará de uma audiência na Vara de Execuções Penais do Tribunal de Justiça do Distrito Federal para, assim, assinar sua liberação do regime semiaberto.


Redução de estômago diminui risco de diabetes tipo 2, aponta estudo


EMAGRECIMENTOCirurgias bariátricas podem reduzir as chances de um paciente desenvolver diabetes tipo 2. É o que diz um estudo publicado na Lancet Diabetes and Endocrinology. Para chegar à conclusão, os médicos acompanharam cinco mil pessoas para avaliar o impacto da operação, também conhecida como redução de estômago. No final, os resultados mostraram uma redução de 80% de incidência da diabetes tipo 2 em pessoas que se submeteram à cirurgia. A Grã-Bretanha pode recomendar o procedimento a milhares de pessoas para prevenir a doença. De acordo com especialistas, obesidade e diabetes tipo 2 estão fortemente relacionadas – quanto mais gorda é a pessoa, maior o risco de desenvolver a doença. A incapacidade de controlar os níveis de açúcar no sangue pode resultar em cegueira, amputações e danos nos nervos. No Reino Unido, em torno de um décimo do orçamento do NHS, o sistema de saúde britânico, é gasto em cuidados relativos à doença. Informações da BBC.


Ministro do STJ suspende ação penal contra Demóstenes


DEMOSTENES TORRESO ministro Sebastião Reis Júnior, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou a suspensão da ação penal contra o ex-senador Demóstenes Torres, que tramita no Tribunal de Justiça de Goiás. Demóstenes foi investigado nas operações Vegas e Monte Carlo, sobre suposto esquema montado pelo empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, e cassado em 2012 sob acusação de receber vantagens indevidas e usar o mandato para defender interesses de Cachoeira. No STJ, a defesa do ex-senador pediu, em habeas- corpus, a anulação de processo criminal que corre contra ele, alegando que as provas por interceptação telefônica são ilegais. De acordo com a defesa, Demóstenes possuía foro privilegiado e, por isso, o caso deveria ficar sob responsabilidade do Supremo Tribunal Federal (STF). O ministro do STJ entendeu que não é possível concluir que de fato seria necessário encaminhar o inquérito para o STF, mas decidiu suspender a ação penal até que o mérito do habeas-corpus que pede a anulação das interceptações seja analisado.