Bebê não sobrevive após passar longos dias na fila da regulação; Estado não cumpriu decisão judicial


Após 16 dias de espera da fila da regulação do SUS, na esperança de conseguir uma vaga em um hospital estadual de grande porte, a recém-nascida Maria Cecília não resistiu e faleceu na madrugada de sexta-feira (14). A jovem Andreia Rocha de Sousa, de Ibipeba, deu a luz, a pequena Maria Cecília na casa de Parto e foi transferida para Hospital Regional de Irecê.

O parto era aguardado com tranquilidade e alegria pois nos exames não apontava complicações, o bebê nasceu com cardiopatia congênita (malformação no coração) e precisava ser operada para sobreviver, mas não conseguiu ser transferida a tempo para uma unidade especializada. Maria Cecília nasceu em um parto normal, com 3,350 quilos. Ainda assim, o bebê teria que ser transferida através de UTI para Salvador para realizar cirurgia de correção no seu coraçãozinho

A Justiça decretou a transferência da criança desde o dia 05 de setembro, porém o Estado desacatou a decisão judicial e a criança acabou morrendo na fila da regulação.

A Secretaria de Estado da Saúde da Bahia (Sesab) informou a imprensa que estava buscando uma vaga em uma unidade que pudesse atender as necessidades da paciente. As informações são do Portal de Notícias.